Prefeitura recebe reforço estrutural e humano contra novo coronavírus

Matheus Augusto 

O pico de transmissão do novo coronavírus deve ser em 19 de julho. A informação foi divulgada ontem pelo secretário estadual de Saúde, Carlos Eduardo Amaral. Diante da previsão, a Prefeitura tem recebido reforços no combate à pandemia. O Executivo anunciou ontem a abertura de mais 15 leitos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para diagnóstico e tratamento de pacientes com o quadro sintomático para a doença. Além disso, mais médicos devem chegar à cidade.

Dados

Divinópolis registra 2.078 notificações de covid-19. Dessas, 373 foram testadas: 167 casos positivos (122 classificados como recuperados), 200 negativos e seis em análise. A média de ocupação dos leitos nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) estava ontem em 55,22%.

Ainda de acordo com o boletim divulgado ontem, 20 pessoas estão internadas no setor de enfermaria e outras 20 em UTIs. 

Mais espaço

Conforme informou a Administração, o credenciamento de 20 leitos de UTI já havia sido solicitado por meio do Serviço de Urgência e Emergência para auxiliar o enfrentamento do vírus. No estacionamento da UPA, por exemplo, foram construídos containers para aumentar a disponibilidade de espaços para atendimento. Agora, esse número vai aumentar.

— A decisão tem a ver com o Plano de Enfrentamento da Covid-19 do Estado, que prevê 35 leitos para a Microrregião de Saúde que compreende as cidades de Divinópolis, Carmo do Cajuru, São Gonçalo, São Sebastião do Oeste, Araújos, Perdigão, Itapecerica e Cláudio — informou.

Profissionais

A cidade também terá mais oito profissionais de saúde para atuação durante a pandemia. A Prefeitura informou na quarta-feira, 27, que todas as 28 vagas do “Mais Médicos” foram preenchidas.

— O objetivo é reforçar o provimento de profissionais nas Unidades de Atenção Primária dos municípios para ajudar no enfrentamento ao novo coronavírus — destacou.

Divinópolis estava, até então, excluída do projeto desde a reformulação para “Mais Médicos para o Brasil”. Porém, diante do surto da doença, a cidade voltou a ser contemplada.

— O Ministério da Saúde publicou editais de chamamento de médicos para adesão ao programa, em decorrência da Declaração de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional e do Plano de Contingência Nacional para Infecção Humana pela Covid-19. O Município realizou três chamadas dos profissionais, conseguindo finalizar o preenchimento das vagas — ressaltou a Prefeitura.

Segundo o Executivo, a decisão possibilitou a contratação de oito médicos, que já estão atuando nas seguintes unidades: Centro de Saúde Afonso Pena, Bom Pastor, Central, Danilo Passos, Ipiranga, Itaí, Estratégia Saúde da Família (ESF) São Roque 1 e ESF Sagrada Família. Além dos novos contratados, participaram do chamamento profissionais que já atuavam nas unidades de saúde de Divinópolis. 

Para o secretário municipal de Saúde, Amarildo Sousa, o reforço é fundamental, pois o quadro de profissionais já estava defasado desde a saída dos médicos cubanos que integravam o projeto.

— Desde a dissolução do antigo programa, Divinópolis perdeu corpo clínico, o que dificultou a continuidade de um atendimento primário eficaz e de qualidade. A Administração tentou por outros meios legais, como o concurso, a contratação de novos profissionais, mas não obtivemos sucesso. Agora este reforço do nosso quadro de médicos nos ajudará a passar por este momento delicado e que tanto nos preocupava — declara Amarildo.

Vigilância

Enquanto os médicos estão empenhados na atuação dentro das unidades de saúde, fora delas os fiscais da Secretaria de Saúde e de Trânsito e Transportes (Settrans) continuam realizando ações de fiscalização. A novidade agora são as blitzes de saúde, responsáveis por orientar a população. O trabalho teve início ontem, entre a avenida 1º de Junho e a rua Góias. 

— Na ocasião, foi aferida a temperatura da população utilizando termômetros digitais. Os aparelhos são precisos e oferecem mais segurança aos profissionais da saúde, já que não existe o contato físico com a pessoa que está sendo examinada. Os cidadãos identificados com estado febril são encaminhados às unidades de saúde mais próximas — pontuou a Prefeitura.

Além disso, ações educativas foram promovidas em pontos estratégicos da cidade, inclusive com a distribuição de máscaras.

Para o secretário, é fundamental a colaboração da população no enfrentamento da crise.

— O objetivo é alertar motoristas e pedestres sobre os riscos da doença, regras de prevenção e isolamento impostas pelo comitê. As ações vão acontecer em outros dias para que possamos instruir o maior número de pessoas — finalizou.

Comentários
×