Prefeitura inaugura Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil

 

Da Redação

O Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil (Capsi) Cidah Viana foi inaugurado nesta sexta-feira, 14, em Divinópolis. O novo Capsi tem o objetivo de atender a população de três a 18 anos com sofrimento mental, uso de álcool e/ou outras drogas. O projeto é uma realização da Prefeitura Divinópolis, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa).

O objetivo, segundo a Prefeitura, é inserir o portador de transtorno mental na rede de assistência, promover sua inclusão social, humanizar o atendimento através do acolhimento, contribuindo para a redução no número de internações psiquiátricas.

O prefeito, Galileu Machado, contou que está muito feliz em poder entregar o espaço, que será de grande importância para o município. 

— É um enorme prazer poder entregar mais este Capsi para os cidadãos. O serviço é de grande importância para a nossa sociedade. O acolhimento dessas pessoas e de seus familiares é fundamental para a identificação das necessidades assistenciais delas. É um conforto para essas famílias — comemora Galileu.

A sede conta com uma área ampla e adaptada, onde comporta a recepção, três salas de atendimento individualizado, duas salas de atividades coletivas, espaço de convivência, dois banheiros com chuveiro e com sanitário adaptados para pessoas com deficiência, sala de sala de medicação, um quarto coletivo com acomodações individuais e banheiro acoplado, a sala administrativa, sala de reuniões, almoxarifado,  sala de arquivos, refeitório, copa, um banheiro com vestiário para funcionários, depósito de material de limpeza, rouparia, abrigos de recipientes de resíduos, área externa para embarque ou desembarque de ambulância e área externa de convivência.

O novo Capsi ofertará atendimento de médico psiquiatra/pediatra com formação em saúde mental, psicólogo, assistente social, enfermeiro, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional, técnico em enfermagem, técnico administrativo, motorista e auxiliar de serviços gerais.

Para Amarildo Sousa, secretário de saúde, a unidade era uma demanda antiga da saúde e para a população divinopolitana.

— O município já tem o Caps II, em fevereiro inauguramos o Caps AD III, tem também uma residência terapêutica e o programa de Volta pra Casa. A rede de saúde ainda possui um serviço ambulatorial de urgência e emergência psiquiátrica. No entanto não havia um serviço especializado para atendimento de crianças e adolescentes com sofrimento mental e uso de álcool e outras drogas. Até então estas sempre foram encaminhados para o Cepai. Necessitávamos de um espaço específico para suprir esta demanda — completa Amarildo.

A diretora de Saúde Mental, Adriana Choucair, ressalta que essa unidade é uma grande conquista para o município.

— É um sonho realizado para todos que precisam desse atendimento. Antes tínhamos essa lacuna na cidade, pois o tratamento era aqui. Vai ser uma melhor acolhida aos pacientes e aos familiares — celebra.

Elina Rosa, referência em Gestão do Capsi, explica que anteriormente as crianças e adolescentes com transtornos mental e uso de álcool e drogas eram atendidas em Belo Horizonte. 

—  Esse era um desgaste muito grande, pois muitas vezes elas eram encaminhadas em situação de crise. O primeiro benefício é não ter esse deslocamento, o serviço vai atender toda essa demanda. Temos uma equipe multidisplicinar para oferecer a melhor assistência aos pacientes — disse.

De acordo com Carlos Forte, promotor da Infância e Juventude, Divinópolis só tem a ganhar com o Capsi. 

—As famílias já têm um trabalho especial com a criança, que precisa de uma atenção maior, por conta das enfermidades, e ainda tinham que ir em outra cidade buscar os cuidados médicos. Além do cansaço, ainda tinha o custo financeiro com alimentação. Agora temos essa unidade que vai prestar um serviço muito importante — afirmou. 

Homenagem a Cidah Viana

Conhecida por seu trabalho no teatro e como doutora palhaça, Cidah Viana também foi pedagoga, pós-graduada em artes, atriz, diretora de teatro, figurinista, cenógrafa. Ganhadora de diversos prêmios e fundadora dos Doutores Palhaços de Divinópolis, Cidah Viana dedicou a sua vida as artes e ao voluntariado. Uma história que, com a homenagem, fica ainda mais marcada em Divinópolis.

Segundo sua filha, Mariah Viana, o trabalho de um Caps Infantojuvenil comunga com o trabalho desenvolvido pelo grupo Doutores Palhaços.

— Com certeza esse seria o local onde a Dra. Sara Tudo, a palhaça da mamãe, estaria sempre presente. Nós estaremos sempre aqui representando ela. Assim que a pandemia passar vamos criar um plantão permanente na instituição. O amor que nossa mãe dedicava ao trabalho com crianças, principalmente, as especiais é imensurável. Estamos extremamente honradas com essa homenagem — finaliza Mariah.

O novo espaço está localizado na rua Afrânio Peixoto, 911, Catalão. O atendimento será de segunda a sexta, das 8 às 18h.

Comentários
×