Prefeitura desmente suspeita de Coronavírus em Divinópolis

Da Redação

A Assessoria de Comunicação da Prefeitura, por meio de nota na noite desta quinta-feira, 27, desmentiu os rumores da suspeita de Coronavírus em uma paciente que deu entrada na UPA. De acordo com a Prefeitura, Divinópolis foi a primeira cidade do interior a adotar os protocolos vigentes para identificação da doença.

Ainda segundo a nota, a mulher, que está de passagem na cidade, deu entrada na UPA apresentando vômito e diarréia. A suspeita teria começado pelo fato dela ter feito uma viagem de cruzeiro pela América do Sul dias antes. Coletas foram feitas para a realização de exames. O paciente já foi liberado, mas está sob acompanhamento da vigilância em saúde.

Protocolo

Em casos de suspeitas da doença, as secretarias de saúde, juntamente aos hospitais, precisam adotar um procedimento padrão em relação à doença. Em Divinópolis, o protocolo foi adotado, embora os casos sejam confirmados como suspeitos apenas com a análise do Ministério da Saúde.

A Secretaria de Saúde de Minas Gerais apresentou um plano integrado para enfrentamento ao Covid-19, a nova fase do coronavírus. No estado, há até o momento, cinco casos suspeitos, sendo três na capital BH, um em em Montes Claros e outro na cidade de Juiz de Fora.

No Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde, 132 pessoas são acompanhadas por suspeita da doença. No início da semana, o primeiro caso foi confirmado no país. Um senhor de 61 anos, que mora em São Paulo, foi infectado pela doença depois de uma viagem à Itália, um dos países que mais sofrem com a doença depois da China e Irã.

Embora o primeiro caso seja importado, ou seja, vindo de outro país, o Ministério da Saúde está adotando medidas em preparação a possíveis novos casos. Nesta quinta-feira, o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta - informou que haverá o adiantamento da vacinação contra a gripe. A campanha será antecipada em 23 dias, sendo iniciada em em 23 de Março.

 

Comentários
×