Prefeitura de Divinópolis alerta para ocupação de 100% dos leitos

Da Redação

A Prefeitura de Divinópolis divulgou na tarde desta segunda-feira, 22, um alerta para a ocupação de 100% dos leitos.

— A Prefeitura alerta toda a população para o estado caótico que estamos vivendo em relação à situação da ocupação dos leitos na cidade. É fundamental que a população entenda que o momento é grave e que, tanto na rede hospitalar pública quanto na privada, a situação é extrema. Na maioria, não há leitos, e a falta deles significa o risco de morte para quem precisar de atendimento com urgência — destacou a Prefeitura.

 A Administração pediu o apoio da população, com a adoção das medidas preventivas, para que a situação não piore.

— Mesmo com a publicação de decretos restritivos, fechamento do comércio, intensificação das fiscalizações, inclusive com apoio da polícia, os números não caem e a situação pode piorar. Somente com o apoio da população, intenso isolamento social, intensificação das medidas preventivas como uso contínuo de máscaras e frequente higienização das mãos, é que Divinópolis poderá sair desse contexto — ressaltou.

O prefeito Gleidson Azevedo destacou que, sem o apoio da população, a situação no município pode piorar.

— O Poder Público tem feito tudo o que é preciso para que o número de casos de covid-19 caia em Divinópolis e, ainda, buscando a instalação de novos leitos junto ao Governo do Estado, mas eu insisto para que a população colabore e fique em isolamento social. Só neste fim de semana a Vigilância Sanitária lavrou 19 infrações por festas clandestinas e aglomeração de pessoas e isso tem se repetido constantemente. Precisamos urgente que a população entenda o que está acontecendo e colabore, para que a situação não fique ainda mais grave — reforçou.

Nesta segunda-feira, 22, no hospital de campanha da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), o CTI está com 100% de ocupação, de seus 25 pacientes, 20 são de Divinópolis. A enfermaria adulta está com 100% de ocupação, com seus 12 leitos ocupados com pacientes da cidade.  Na enfermaria pediátrica a ocupação é de 50%. Dos 8 leitos, 4 estão ocupados com pacientes de outras cidades.

No Complexo de Saúde São João de Deus a situação também é muito complicada. O CTI está com ocupação de 100% de seus 20 leitos e, na enfermaria, a ocupação está em 86%, com ocupação de 31 de seus 36 leitos. O CTI infantil está com 50% de ocupação, com 5 de seus 10 leitos ocupados.

Comentários
×