Prefeitura assume salários dos celetistas da UPA

Da Redação

A Prefeitura anunciou, no fim da tarde de ontem que irá pagar os salários dos funcionários celetistas da Unidade de Pronto Atendimento Padre Roberto (UPA 24h). De acordo com o Poder Executivo, a medida foi adotada para que os 204 contratados pela Santa Casa de Misericórdia de Formiga, ex-gestora da unidade, não fiquem no prejuízo.

Segundo informou a Prefeitura, os celetistas serão incluídos na folha de pagamento e vão receber seus salários amanhã, junto com os servidores do Município. Os funcionários foram convocados pela Santa Casa de Formiga, nesta terça-feira, 1º, para assinar suas rescisões trabalhistas. No entanto, eles foram informados que a instituição não tinha dinheiro para pagá-los e não havia feito o pagamento da multa de 40% do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

Diante da situação, o Sindicato Profissional dos Enfermeiros e Empregados em Hospitais Casas de Saúde Duchistas e Massagistas de Divinópolis (Sindeess) orientou a categoria a não assinar o documento. Ainda de acordo com o Sindeess, também não havia sequer a previsão do pagamento do salário do mês de setembro.

De acordo com o Executivo, a quitação do acerto trabalhista dos 204 funcionários da unidade ainda está sendo negociado com a Santa Casa de Formiga. O sindicato começou a recolher as assinaturas dos trabalhadores para acionar o Município e o hospital na Justiça.

Em nota, o Sindeess disse que quer “garantir o pagamento de salários, verbas rescisórias e os direitos trabalhistas não cumpridos pelo empregador”.

Dívida

Em junho deste ano, a situação financeira da Santa Casa de Formiga foi discutida em uma audiência pública na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Em fevereiro de 2018, o hospital tinha uma dívida de R$ 27 milhões – o valor atualizado não foi divulgado pela instituição.

A Prefeitura de Divinópolis repassava cerca de R$ 1,6 milhão por mês para a Santa Casa.

Comentários
×