Prefeitura adia adoção de pacote de medidas para economizar

 

Da Redação

O segundo pacote de medidas adotadas no decreto de Estado de Emergência da Prefeitura de Divinópolis publicado no último dia 20 no Diário Oficial dos Municípios foi adiado.  Nele, estão: cortes de cargos comissionados e estagiários, manutenção de carga horária de seis horas para os funcionários, manutenção de veículos essenciais e congelamento do pagamento dos prestadores de serviços, além redução de computadores e carros alugados.

A previsão é de que as medidas gerem uma economia de R$ 2,5 milhões por ano.

Serão cortados 92 contratos incluindo estagiários, 65 comissionados, corte de carros alugados e de computadores. Também será mantido o travamento das diárias e horas extras, além de renegociações de aluguéis, manutenção do horário reduzido e congelamento de valores em contratos de prestadores de serviço.

A decisão era para estar valendo já a partir desta segunda-feira, 3. Porém, não foi publicada no Diário Oficial dos Municípios Mineiros.

Informações de bastidores dão conta de que faltaram alguns ajustes, mas que a publicação deve sair até no máximo, nesta quarta-feira, 5.

Comentários
×