Prefeitura abre edital para retomar funcionamento noturno do aeroporto

Licitação para contratar empresas candidatas a revitalizar o sistema de balizamento do local foi publicada

Bruno Bueno

O Aeroporto Brigadeiro Cabral pode retomar seu funcionamento noturno. Com a função interrompida desde outubro devido a furtos no sistema elétrico, que impossibilita o sistema de balizamento do local, a Prefeitura publicou, na última terça-feira, 14, o edital para contratação de uma empresa que vai realizar os reparos.

— O objetivo é sanar os danos em decorrência dos furtos, principalmente da fiação e materiais elétricos. Em respeito ao prazo da legislação vigente, no dia 27 de dezembro, acontecerá o processo licitatório para esta contratação — informou o Executivo em nota.

De acordo com a Prefeitura, não existem instituições que executem o serviço de balizamento em Divinópolis, o que dificulta o processo.

Importância

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Luiz Angelo Gonçalves, ressaltou a importância do investimento para a infraestrutura do aeroporto. 

— O governo municipal tem trabalhado incansavelmente para melhorar a infraestrutura e modernização do aeroporto e, com certeza, em um futuro breve, esses investimentos ajudarão a construir uma base sólida para a volta dos voos comerciais — ressaltou.

Atualmente, o Brigadeiro Cabral funciona, conforme a Prefeitura, com operações de transporte de doentes e outros semelhantes que acontecem somente durante o dia.

— O aeroporto está funcionando, só não tem operação noturna. Operação com transplante de órgãos, transporte de doentes etc. estão acontecendo normalmente. Não tem operação noturna porque as lâmpadas foram roubadas — esclareceu o Executivo em nota enviada ao Agora em novembro.

Voos comerciais

Existe a expectativa que os voos comerciais sejam retomados em 2022. Em resposta aos questionamentos do Agora, a Azul Linhas Aéreas, empresa que atuou em Divinópolis entre 2015 e 2018, disse com exclusividade à reportagem em novembro que busca formas de retomar as operações no próximo ano. 

A empresa, no entanto,  informou que ainda não há previsão para retorno. De acordo com a instituição, os voos comerciais seriam para Campinas, em São Paulo, e Belo Horizonte, com um modelo específico de aeronave.

— Ainda não temos previsão para retomar as operações em Divinópolis. A companhia busca formas de retomar, em 2022, os voos conectando a cidade com Campinas ou Belo Horizonte, sendo essa operação realizada com os aviões da Azul Conecta, aeronaves modelo Cessna Grand Caravan — informou.

 

 

Comentários
×