Prefeito recua e mudará projeto de reforma administrativa

Pollyanna Martins

Após receber várias críticas, a Prefeitura de Divinópolis voltou atrás e retirou o Projeto do Executivo Municipal (PLEM) 047/2018 de tramitação na Câmara. Em entrevista ao Sistema MPA, nesta segunda-feira, 16, o diretor de comunicação do Poder Executivo, Evandro Araújo, informou que um substitutivo está sendo elaborado em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Divinópolis e Região Centro Oeste de Minas Gerais (Sintram) e o Sindicato dos Trabalhadores da Educação Municipal do Município de Divinópolis (Sintemmd).

— O projeto foi retirado, não está tramitando mais [na Câmara], para se tratar junto com os sindicatos, para se chegar a um ponto, e aí sim ser enviado à Câmara Municipal – afirma.

O diretor de comunicação defendeu a reforma administrativa e afirmou que, de tempos em tempos, a estrutura organizacional da Prefeitura necessita de mudanças. Segundo Evandro, alguns setores do Poder Executivo necessitam de alterações para ter agilidade e modernidade e isso só se daria com a reforma administrativa. Ainda de acordo com o diretor, apesar de ter um aumento de 0,05% na folha de pagamento da Prefeitura, os salários dos secretários serão reduzidos.

— Alguns cargos, como procurador, controlador, assessor especial os salários eram de R$ 13 mil, e o salário de secretário R$ 11,5 mil, e o que está fazendo? Está reduzindo o salário de quem ganhava R$ 13 mil, para R$ 11,5 mil – alega.

Segundo Evandro, o impacto de cerca de R$ 260 mil anuais na folha de pagamento estaria relacionado à adequação de cargos da Prefeitura. O diretor reforçou que nenhum cargo está sendo criado no Poder Executivo com a reforma administrativa.

— Algum cargo de sub-coordenaria que pode ter se tornado coordenadoria. É uma mudança ou outra pontual, mas isso também está sendo analisado — ressalta.

Comentários
×