Prefeito mineiro proíbe uso de redes sociais durante o trabalho

Ricardo Welbert 

O prefeito de Bom Repouso, no Sul de Minas, proibiu o acesso dos servidores municipais às redes sociais durante o trabalho. A restrição vale tanto para quem costumava acessar suas páginas pessoais pelos computadores da Prefeitura quanto pra quem prefere checar as mensagens no próprio celular pessoal. Ficam proibidos de ver Facebook, WhatsApp e outras mídias digitais tanto quem trabalha em setores administrativos quanto quem vai às ruas – como os agentes de saúde, por exemplo. Pela portaria publicada no "Diário Oficial dos Municípios Mineiros" nesta segunda-feira, 20, quem desobedecer fica sujeito a "sanções".  

— A atenção voltada para os aparelhos refletem em dispersão com as demandas dos usuários o serviço público. Os servidores públicos têm a responsabilidade de oferecer atendimento de qualidade à sociedade — diz o prefeito Messias Crispim Brandão (PV), de 61 anos. 

Pelo texto, fica proibido ao servidor exercer, durante o expediente, "atividade a ele estranha, negligenciando o serviço e prejudicando o seu bom desempenho". 

Leia a íntegra dos artigos 

"Art. 1º - Fica proibido aos Servidores Municipais Concursados, Comissionados ou em caráter temporário de todos os órgãos do Município de Bom Repouso, o uso e acesso a jogos eletrônicos e redes sociais, incluindo FACEBOOK E WHATSAPP, por qualquer meio inclusive SMARTPHONE, nas dependências do Poder Público Municipal, ou fora delas, durante o horário de expediente. 

Art. 2º - A inobservância do disposto no artigo anterior, sujeitará o infrator às sanções administrativas, notadamente a pena de advertência, conforme previsão no Estatuto do Servidor Público e suas alterações." 

A portaria entrou em vigor na data da publicação.

Comentários
×