Prefeito e vice esclarecem volta às aulas

Na rede estadual, retorno é obrigatório; na municipal, não.

Da Redação

O prefeito, Gleidson Azevedo, e a vice, Janete Aparecida, ambos do PSC, publicaram, na tarde desta sexta-feira, 5, um vídeo nas redes sociais esclarecendo a volta às aulas presencias em Divinópolis. Segundo explicou o chefe do Executivo, anteriormente, o Município tinha a permissão para, através de decreto, impedir a obrigatoriedade do retorno físico dos alunos. No entanto, com a publicação de nova resolução estadual, não é mais possível.

— Semana passada o Estado obrigou os alunos a voltarem presencial e o Município soltou um decreto de que não seria obrigatório. Mas, agora, com a nova resolução do Estado, as coisas mudaram — explicou.

Secretária de Governo (Segov), Janete detalhou que o ensino municipal permanece inalterado, enquanto na rede estadual o retorno presencial é obrigatório para quase todos os alunos

— O Município continua da mesma forma. Sendo escola particular ou municipal, o pai ou a mãe vai optar se quer presencial ou on-line. Pronto, está resolvido. No Estado como vai funcionar: os alunos que têm condições, todos devem voltar presencial; aquele aluno que tem algum problema de saúde ou tem algum motivo para não voltar, deve procurar a escola para comprovar sua justificativa e não terá a aula on-line, mas receberá o PET para fazer a atividade em casa. Então, procure sua escola estadual, trate isso diretamente com a diretora para que você possa continuar a fazer a matéria em casa — orientou.

Janete destacou, ainda, a obrigação de garantir as medidas de prevenção como responsabilidade do Estado, mas garantiu que o Executivo acompanha a situação.

Gleidson voltou a reforçar não ter controle sobre a situação, uma vez que a decisão está fora do âmbito municipal.

— Na parte nossa, tentamos fazer o decreto, mas infelizmente na área do Estado quem comando é o Estado — finalizou.

Confira o vídeo completo publicado nas redes sociais:

Comentários
×