Preço médio da gasolina na cidade é de R$ 4,92

Aumento do combustível e do diesel está em vigor desde esta quarta-feira

Da Redação 

Em um 2020 cheio de adversidades devido à pandemia da covid-19, o consumidor ainda teve que sobreviver a aumentos quase constantes, e que permanecem em 2021. Uma das elevações mais temidas é a dos combustíveis, pois gera um efeito dominó de acréscimos em todos os setores da economia. O consumidor divinopolitano fechou 2020 com o preço da gasolina na média de R$ 4,52 e de R$ 3,98 no diesel. Já neste início de ano, o valor médio da gasolina na cidade subiu para R$ 4,92, sendo o mais baixo fixado em R$ 4,87. Para o diesel, a média ficou em R$ 3,63, e o mais baixo em R$ 3,55.  Não bastasse as preocupações de mercado como a alta do dólar, o brasileiro tem agora que se atentar para uma possível  greve dos caminhoneiros marcada para a próxima semana.

Aumento

A Petrobras elevou, ontem, em suas refinarias, a gasolina e o diesel em 5,05%, uma alta de R$ 0,10 por litro. O aumento, que é o segundo apenas neste ano ‒ há 15 dias foi de 5% ‒, é, de acordo com a estatal, para seguir os preços do mercado internacional, cujos barris de petróleo são cotados em dólares. 

Mercado

Como o mercado de combustíveis é de livre concorrência, cabendo a cada distribuidora agir de acordo com sua estratégia de ganho de mercado, cabe ao consumidor fazer pesquisa de preços. 

— Mesmo com os reajustes praticados pela Petrobras, em nossa rede de postos, não repassamos os aumentos em sua totalidade e sempre em um percentual abaixo do referido aumento. A prática do preço é livre e temos que ter mecanismos para manter nossos clientes e atrair novos dentro deste mercado tão competitivo — disse o gerente de uma rede de postos de combustíveis na cidade, Fábio Campos.

Preços

A cada aumento, o consumidor tem que ficar de olho nas promoções e onde está mais barato para abastecer seu veículo. E é justamente isso que o engenheiro civil Kleber Miranda faz constantemente no dia a dia.

— Para se ter uma ideia, logo após o Natal viajei com a família para a praia. O meu primeiro plano de viagem foi de realizar uma pesquisa de preços de combustíveis ao longo do trajeto de minha viagem. Então já fiz os cálculos de onde parar para abastecer, logicamente calculando também as distâncias. Sai de Divinópolis com meio tanque e só fui completar o tanque no primeiro ponto de venda com preço mais barato. Pesquisar e se organizar sempre é o principal caminho para o consumidor — disse o engenheiro.

 

Comentários
×