Preço do etanol recua em novembro

 

Pablo Santos

Pela segunda vez no mês, o preço do etanol caiu nas bombas de combustíveis de Divinópolis. A queda dos valores acompanha a retração dos nacionais, de acordo com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Na semana de 28 de outubro a 3 de novembro, a média do litro do etanol estava cotado na cidade a R$ 3,207, apontou a pesquisa da ANP. No período seguinte, de 4 a 10 de novembro, passou para R$ 3,175 e, no último levantamento, o valor passou para R$ 3,136.  Do começo do mês até 21 de novembro, a queda do litro na cidade foi de 2,2%, conforme a pesquisa.

O preço médio menor foi cotado em agosto a R$ 2,956. Em setembro, o valor começou a subir e o litro foi a R$ 3,048 e, em outubro, R$ 3,146. De agosto a novembro, o litro subiu 6% nos postos do município.

Brasil

No Brasil, os preços do etanol hidratado recuaram nos postos de 16 Estados brasileiros, de acordo com a ANP. Em outros nove Estados e no Distrito Federal, houve alta e no Amapá não foi feita avaliação.

Na média dos postos brasileiros pesquisados pela ANP, houve queda de 0,85% no preço do etanol na semana passada, para R$ 2,926. Em São Paulo, principal Estado produtor e consumidor, a cotação média do hidratado baixou 1,22% sobre a semana anterior, de R$ 2,794 para R$ 2,760 o litro. No período de um mês, os preços do combustível avançaram 0,51% nos postos paulistas.

Além de São Paulo, na comparação mensal os preços do etanol subiram em 11 Estados e no Distrito Federal, e recuaram em 13 unidades da federação pesquisadas. No Amapá não houve avaliação. A maior alta mensal, de 3,04%, foi no Maranhão. Na média brasileira o preço do etanol pesquisado pela ANP acumulou alta de 0,41% na comparação mensal.

O Piauí registrou a maior baixa no preço do biocombustível na semana passada, de 1,99%, e o maior recuo mensal foi na Bahia, de 5,08%.

O preço mínimo registrado na semana passada para o etanol em um posto foi de R$ 2,339 o litro, em São Paulo, e o máximo individual ficou de R$ 4,799 o litro, no Rio Grande do Sul.

 

Comentários
×