Preço do diesel aumenta 8%

Da Redação 

Depois de elevar o preço da gasolina duas vezes em menos de uma semana, a Petrobras agora mira no diesel. E, na primeira alta do ano, a estatal aumentou o preço do diesel, em suas refinarias, em 8% desde a última terça-feira, 19. O reajuste acompanha as cotações internacionais e pode trazer aumentos em cascata em diversos itens, como fretes e, consequentemente, nos alimentos em geral. 

Preços

A Agência Nacional do Petróleo (ANP), em pesquisa realizada, em quatro pontos de vendas, na última semana em Divinópolis, constatou que o preço médio do litro diesel comercializado na cidade era de R$ 3,21, o  mais barato ficou na casa dos R$ 2,97 e o mais caro praticado foi de R$ 3, 39. Na região, a cidade de Pará de Minas foi a que teve o custo médio mais baixo, R$ 3,07, e Itaúna o mais alto, R$ 3,22. 

Frete

O aumento no valor do combustível impacta diretamente no preço do frete. Um exemplo é a greve dos caminhoneiros, há dois anos, que parou o país de Norte a Sul. Para o empresário do setor de alimentação Paulo Roberto Santos, o aumento nos alimentos será inevitável.

— A maioria do transporte dos hortifrútis e frutas são feitos via caminhões. E tenho certeza que só de o governo anunciar o aumento, os preços já tendem a subir, bem antes de ele chegar ao consumidor final. E nós, que trabalhamos na área de restaurante, ficamos em uma situação delicada, pois, se repassarmos o aumento, a clientela some, se não repassarmos, ficamos no prejuízo. O jeito é fazer muita pesquisa e adequar o cardápio — avalia.

Comentários
×