Preço da castanha registra forte elevação e panetone despenca em Divinópolis

Pablo Santos

A castanha do Pará é o item com maior alta neste ano, quando se confronta com o mesmo período de 2016.  Já o panetone registrou retração. A constatação é do Núcleo de Pesquisas Econômicas (Nupec) da Faced que realizou uma pesquisa de preços dos produtos de natalinos nos principais estabelecimentos de Divinópolis, na primeira quinzena de dezembro.

Os produtos pesquisados referem-se às marcas mais consumidas nos principais supermercados. Foram dez itens analisados pelos pesquisadores. O quilo da castanha do Pará custava no ano passado R$ 54,90 e, no ano anterior, foi cotada a R$ 52,90, passou neste mês a custar R$ 122,86, representando uma alta de 124%. A castanha de caju foi o segundo item com maior alta: 35%. Neste ano, o quilo é cotado a R$ 104,08 contra R$ 77,23 de 2016. O vinho de 750 mil teve um acréscimo de 8% e o quilo do pernil aumentou 3% de um ano para o outro.

Queda

O panetone foi o item com a maior queda entre os pesquisados. De acordo com a pesquisa, o prduto com embalagem de 500 gramas caiu 25% e está cotado a R$ 13,64, em média, contra R$ 18,18 do mesmo período do ano passado. O quilo do peru custa R$ 12,67 e, no ano passado, estava cotado a R$ 15,79.

Já o chester teve retração de 16% e o quilo da ave está custando R$ 11,83, em média. No ano passado, o produto estava avaliado, em média, ao preço de R$ 14,04.

Variação

A variação de preços entre um e outro estabelecimento chegou a 270%. De acordo com a pesquisa, a uva rosada é encontrada a R$ 6 o quilo no menor valor e, no maior, R$ 12,07, em média.

Outro tipo de uva também apresentou forte diferença. A thompson custa no menor valor R$ 13,96 e, no maior, R$ 16,64, oscilando 57,45%.

O chocolate Nestlé alpino apresentou diferença de 70,25%. O tablete 500 gramas é encontrado de R$ 15,80 a R$ 26,80, apontou os pesquisadores.

Comentários
×