Praça maquiada é a...

Rotativa

Praça maquiada é a...

Depois de ter dado uma volta na Praça do Santuário, Centro de Divinópolis, dias atrás, voltei um tanto desacorçoada da vida: então aquela ali é que é a praça de nossos amores, orgulho e exibição? Aquilo de piso quebrado, fontes secas e grama pelada? 

Indignada, clamei aos céus: como era possível uma praça tão judiada e triste? Iluminação? Só amanhã... E por que tantos mendigos e crianças soltas na praça à espera de trocados para o negócio florescente da droga? E cadê o vigia imponente para acordar os moradores de rua? 

 E, pelas esquinas da vida, sujeira e desprezo tomavam conta no meio de tantas placas imponentes comemorativas da grandeza da Divina entre promessas e esperanças...

Quadro tão triste e desolador crescia entre promessas de melhorias...

Até que...

O jovem Gleidson, bem jovem e animado, eleito em duro pleito sentou-se para valer na cadeira de prefeito da cidade e, acompanhando-se da corajosa Janete, que pegara o pião na unha, convidada, foi à luta e as coisas foram chegando no lugar, e...

Quase que de repente, não mais que de repente, as coisas foram chegando no lugar. E quem não acreditara que as coisas iam chegar no lugar agora explodiam em ruidosa palma...

Quem teimava em acreditar na mudança ali operada foi lá conferir e saiu admirada...

Aquela, sim, não era só maquiação na praça. Vê lá... Gramas de verdade, podação de árvores inacreditável e, dentre outras mudanças, lá está a fonte luminosa, esbanjando beleza e exibindo a competência de tantos que arregaçaram a manga e ajudaram a operar o milagre...

Agora, sim, aquela era a ressurreição da praça esperada… Por tudo isso, nada mais de bancos sujos e estragados...

...E crianças felizes, com papais orgulhosos, exibiam patinetes e patins novos, e cachorrinhos mimadinhos e educados, idosos nos bancos restaurados exibiam sua saudade e contavam histórias… E mais: nem papéis nem sujeira espalhados... E crianças com seus papais e cuidadores e passarinhos assanhados, e bancos consertados e limpeza e orgulho da cidade do Divino… Sem falar na beleza das fontes e chafariz e...

Para Divinópolis, visitantes e admiradores, nossas palmas felizes e entusiasmadas e cumprimentos a todos que participaram do encantamento da praça agora...

Gleidson, Janete e entusiasmados como o funcionário Geraldo M. de Oliveira, nossas palmas e a promessa de que: estaremos de olho e ouvidos e coração.

Afinal, nada de maquiagem mais. É tempo de reformas profundas e duradouras...

Comentários
×