Vereadores livram Galileu de impeachment pela segunda vez

Da Redação

Os vereadores rejeitaram a denúncia de Infração Político-Administrativa, contra o prefeito de Divinópolis, Galileu Machado (MDB). A 5ª reunião extraordinária, começou as 9h, e após a leitura das 16 páginas da denúncia, o presidente da Câmara, Adair Otaviano (MDB) abriu para votação, as 10h46. Seis vereadores votaram a favor do recebimento do pedido de impeachment do prefeito, e sete votaram contra. O vereador Cézar Tarzan (PP) apresentou atestado médico de 15 dias, e não compareceu à reunião. O suplente do vereador, Sargento Elton (Patriota), Carlos Eduardo Magalhães (PRB) votou em seu lugar, uma vez que Elton como denunciante não poderia participar da votação.

Além do suplente do denunciante, a Câmara convocou ainda o ex-vereador Edmar Rodrigues, suplente de Rodrigo Kaboja (PSD) para participar da votação, porém Kaboja impetrou um mandado de segurança para ter direito ao voto. O juiz de direito da vara de fazenda pública e autarquias, Dr Nubio de Oliveira Parreiras concedeu uma liminar ao vereador, alegando que só não poderia participar da votação, o denunciante. Após a rejeição da denúncia de Infração-Político-Administrativa, o público ficou exaltado, e a reunião foi suspensa por 10 minutos

Comentários
×