Por onde for

Lixo daqui, dali. No meio da rua, nas praças, calçadas. Por onde se anda em Divinópolis há um amontoado. Cheirando mal ou não, ele está ali para lembrar que a Arbor vinha deixando a desejar nos últimos meses. Como se não bastasse caminhão quebrado e o não cumprimento das obrigações trabalhistas, deixou a sujeira acumular causando sérios danos à população. Não sei por que ninguém nunca enxergou neste período que o que a empresa menos fazia era prestar um serviço de qualidade. Mas, há um ditado que diz: ‘antes tarde do que nunca’!

 Enfim

 Demorou, mas a Prefeitura rescindiu o contrato com a empresa. Informação dada em primeira mão pelo Agora na edição de ontem. Uma pena que, como de costume, alguns acham pronto, copiam e não têm a humildade em dar crédito à fonte. Típico de cidades interioranas, mas é feio. O que não é novidade nem novo, ao contrário da situação do lixo.  Mas é isso. Vida que segue, continuaremos com nossas fontes fidedignas e sempre saindo na frente, e o melhor, com a qualidade e confiança que sempre pautaram este diário ao longo de seus quase 48 anos. 

 Fica a dica

 E não adianta chorar porque não foi falta de aviso e oportunidade. A Prefeitura chegou a cancelar o contrato com a empresa no dia 19 do mês passado, no entanto, voltou atrás e deu mais um voto de confiança. A Arbor se enrolou mais ainda e por causa da não prestação de serviço, muitas pessoas não puderam nem realizar a ceia de Natal. Lamentável.  Na cidade, desde 2016, se despede de forma melancólica e com um recado para os políticos, especialmente: o barato, às vezes, sai muito mais caro. #ficaadica  

 Nos holofotes

 Os políticos estão de férias e os trabalhos serão retomados somente no início do próximo mês. Porém, alguns continuam afinadinhos nas polêmicas e dão o que falar. O agora deputado Cleitinho Azevedo (PPS) é um deles. Depois de ir à posse da Mesa Diretora da Câmara de Divinópolis na última segunda-feira de bermuda e tênis, eis que ele volta a ser assunto, desta vez, na mídia estadual. Em entrevista à Rádio Itatiaia ontem, soltou o verbo e mais os predicados, pronomes e adjetivos. Mesmo que nestes, faltem a letra r.

 Quer saber?

 Então; conhecido por falar de forma espontânea e sem pensar, mete bronca nas redes sociais. Na entrevista, falou de assuntos já presentes em suas plataformas digitais, como apoiar o projeto Escola Sem Partido e privatizações, como da Copasa.  Além disso, fazer de seu gabinete na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), um dormitório. Ah! Tem mais: chega à ALMG com promessa de inovação, como fazer lives semanais, gabinete itinerante e desenvolvimento de um aplicativo para o cidadão denunciar irregularidades e problemas. Daqui até ele assumir o cargo, não duvide que muitas ideias mirabolantes ainda vão aparecer.

 Não é segredo

 Desde que foi eleito vereador, Cleitinho revelou que decidiu entrar para a política depois de boicotado por algumas pessoas em Divinópolis. Além de verdureiro, cantava em bares, oportunidade em denunciava a corrupção, comportamento que, segundo ele, desagradou muitos políticos. Prometeu se vingar, entrou para política e diz que vai tirar dos ‘sacanas’, o que eles mais gostam, que são os cargos. É pagar para ver!

 Pensamento invertido?

 É cada uma que a gente jamais imagina ouvir em pleno século XXl. Em vídeo que circulou na última quarta-feira em redes sociais, a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou que o Brasil está em "nova era" em que "menino veste azul e menina veste rosa". Como assim, ministra? Pensamento machista, geralmente adotado por homens. Será que a cor da roupa que uma pessoa usa identifica seu caráter? Ah, me poupe! Respeitar as diferenças nunca fez mal a ninguém.

Comentários
×