Pôr do sol: um convite a vivenciar

Laura Ferreira 

 

A palavra rotina é irreverente, uma vez que a cada dia vivenciamos momentos peculiares por menores ou insignificantes que sejam a determinados olhares. A partir de quando despertei para a importância de saber usar o tempo a meu favor, determino metas para que eu cumpra no decorrer do dia.  

Acordei, levei meu querido filho à pediatra, estudei, fiz provas e finalmente superei a inércia que tomava conta de meu corpo, calcei meu tênis e fui correr.Enquanto corria dando várias voltas na praça, meu pensamento fixava unicamente em terminar a minha meta de todos os dias, apenas para obter a sensação de dever cumprido. 

Ao descer uma ladeira fui surpreendida por um lindo pôr do sol, o qual era impossível passar despercebido. Encantada diante de tal manifestação da natureza, o impulso em registrar aquela paisagem tomou conta de mim.A primeira atitude foi pegar o celular para tirar uma foto e posteriormente compartilha-la, mas despertei para a corrida que eu estava fazendo e logo raciocinei que a imagem sairia tremida, então pensei em gravar um vídeo.  

De repente refleti sobre aquele meu impulso. Quando foi que os aparelhos tecnológicos e meios de comunicação através do gravar para compartilhar detiveram a oportunidade única de vivenciar o momento? Quando cheguei ao final da ladeira e o pôr do sol desapareceu, obtive a inexplicável sensação de ter vivenciado e usufruído ao máximo aquele momento peculiar e inesperado no meu dia. 

Comentários
×