Policlínica atenderá pacientes menos graves enquanto UPA enfrenta problemas estruturais

Da Redação

A Policlínica, com entrada pela rua São Paulo, será responsável pelo acolhimento e triagem dos pacientes. O motivo é o desabamento de parte da forragem do teto da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em Divinópolis. 

Após a triagem, pacientes classificados com as cores verde e azul (considerador de baixa ou média gravidade) serão atendidos na própria Policlínica. 

Pacientes mais graves, que precisam de vacinas, curativos e aplicação de medicações, devem se dirigir à UPA.

Cores

Na cor amarela, o tempo de espera pode ser de até uma hora (vômitos intensos, desmaios, crises de pânico, dores ou hemorragias moderadas, irregularidades nos sinais vitais, casos de hipertensão etc).

As enfermidades de pouca urgência (verde) possuem tempo de espera estimado em até duas horas (febres, dores leves, viroses, tonturas, náuseas, hemorragia sob controle, entre outros).

Por fim, a cor azul indica casos não urgentes, passíveis de atendimento em até 4 horas ou encaminhamento, como aplicação de medicamentos receitados pelo médico, troca de sonda, dores relacionadas a condições crônicas já diagnosticadas etc.

Comentários
×