Policial militar mata esposa e depois tira a própria vida

Homicídio e suicídio ocorreram na MG-050; casal seguia para Matheus Leme

Da Redação

A tarde deste domingo, 3, ficará marcada por uma tragédia. Um policial militar matou a namorada e suicidou em seguida. De acordo com as primeiras informações, o casal seguia de carro sentido Divinópolis e quando estava próximo ao pedágio da MG-050 próximo a Itaúna, o veículo parou, ocorrendo as mortes.

Quem passava pela rodovia no momento presenciou a cena. Algumas pessoas chegaram a fotografar e distribuir imagens em grupos de redes sociais.

A única informação certa até agora é que se trata do cabo André Luiz da Cunha e trabalhava em Cedro do Abaeté.

As polícias Militar e Civil ainda estão no local e há congestionamento na via, conforme relatos de pessoas que tentaram passar por lá.

O fato 

A esposa se chamava Cassiana Almeida de Souza. Boletim da PM registra  que  o militar se encontrava de folga, porém estava uniformizado e conduzia o veículo Palio Fire, em direção a Mateus Leme.
O casal se encontrava a poucos metros do veículo, ela no acostamento e ele no asfalto. A arma utilizada estava caída ao lado do corpo.
O cabo da PM seguia para Matheus Leme, terra natal da esposa. Ele havia trabalhado em Pedra do Indaiá no sábado.
Tanto ele, quando a esposa foram atingidos com um tiro da na cabeça com arma de trabalho do militar.

O que levou ao crime e ao suicídio ainda é investigado pela Polícia Civil (PC)

Comentários
×