Policiais penais e agentes socioeducativos recebem treinamento com lâminas

Profissionais de todo o estado participaram do curso, ministrado na Penitenciária de Ribeirão das Neves I

Da Agência Minas

Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) promoveu o curso “Silent Blade - Combate com Lâminas a Curta Distância”, nessa quarta-feira. O objetivo é capacitar 150 policiais penais que atuam em unidades prisionais de médio e grande porte e 30 agentes socioeducativos que são coordenadores e diretores de segurança em unidades do interior. Além de obterem a certificação de participação, eles aprenderam novas táticas de defesa pessoal. 

Dirceu Aurélio / Sejusp

Quem ministrou a capacitação foi o instrutor Waldevir Junior. Os participantes foram divididos em três turmas, na Penitenciária de Ribeirão das Neves I – José Maria Alkimin e na sede do Comando de Operações Especiais do Sistema Prisional (Cope).

Segundo o assessor de gabinete da Sejusp, Marcos Matos, a Sejusp pretende oferecer mensalmente cursos do tipo, para capacitar ainda mais os servidores. “Buscamos referências nacionais no combate a curta distância com lâminas, matéria estritamente ligada às funções desses servidores, que podem ser atacados com este tipo de objeto. Acreditamos que, com esses cursos, vamos aumentar a segurança dos trabalhadores de todo o sistema prisional e socioeducativo”.

 O “The Silent Blade Seminar” é um curso de táticas e estratégias que usa a lâmina como equalizador de força. Ele tem como objetivo ensinar o participante a sentir o que funciona em situações de alta pressão e quais são os conceitos a serem desenvolvidos para sua sobrevivência. O treinamento desenvolve uma mentalidade tática e ensina a usar habilidades motoras para conter agressões e equalizar a força tática com uso da lâmina. 

Dirceu Aurélio / Sejusp

O instrutor Waldevir Junior é treinador especializado em combate tático e estratégias de defesa pessoal, com experiência em artes marciais. “As estatísticas mostram que, cada vez mais, estão acontecendo ataques com facas. Desenvolvemos o curso num formato ideal para que os alunos tenham uma ferramenta que traga facilidade para operar em situações reais”, afirma.

Multiplicadores

Os participantes do curso atuarão como multiplicadores em seus locais de trabalho, compartilhando e instruindo os seus colegas sobre as táticas aprendidas. Um dos requisitos da escolha dos servidores foi atuar no trânsito interno de presos e adolescentes em cumprimento de medida.

Comentários
×