Polícia Federal apreende carros de aliado a Sérgio Cabral em Divinópolis

Da Redação

Após a coluna "Radar", de Maurício Lima na revista "Veja" informar na terça-feira, 19, que Rogério Onofre, aliado do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, teria escondido em Divinópolis carros de luxo que queria ocultar de uma operação deflagrada pela Polícia Federal (PF) em Jurerê Internacional, Santa Catarina, a Polícia Federal localizou os veículos em Divinópolis nesta sexta-feira, 22.

O delegado Daniel Souza, da PF em Divinópolis, explica que sua equipe cumpriu mandado de busca e apreensão expedido pelo juiz da 7ª Vara do Rio de Janeiro, Marcelo Bretas. Seis veículos foram apreendidos pela PF na garagem do Hotel Imperador, no bairro Porto Velho. Eles poderão ir a leilão.

Ainda segundo o delegado, os veículos estavam no local desde segunda-feira (18) e a garagem havia sido alugada como mensalista.

A responsável pelos veículos, que não teve a identidade divulgada, estava no local e acompanhou toda a ação dos policiais federais.

A PF em Divinópolis informou que todas as informações relacionadas ao caso serão encaminhadas ao Rio de Janeiro.

Entenda o caso

A coluna "Radar", da "Veja", assinada por Mauricio Lima, na última terça-feira, 19, informou que um dos veículos de Rogério Onofre estaria escondido em Divinópolis. Preso em julho deste ano, na operação "Ponto Final", ele acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de receber R$ 44 milhões em propina de esquemas de corrupção nos transportes públicos do estado do Rio.

Conforme a nota, um dos aliados mais próximos a Sérgio Cabral, o ex-presidente do Departamento de Transportes Rodoviários do Rio (Detro), Rogério Onofre, escondeu seus carros de uma operação deflagrada pela PF na última segunda (18) em Jurerê Internacional, Santa Catarina.

Ao chegarem ao condomínio onde Onofre mantém uma casa, os policiais federais foram informados que os veículos foram retirados no dia anterior.

Segundo informações dadas por funcionários, ao menos seis automóveis de luxo, incluindo uma Mercedes-Benz, foram trazidos para Divinópolis. A ordem teria sido dada por Dayse Neves, mulher de Onofre.

— O cenário aponta para o risco de os acusados Rogério Onofre e Dayse Deborah se desfazerem dos referidos bens móveis, frustrando assim, os efeitos secundários de futura sentença penal condenatória — escreveu o MPF.

O Ministério Público Federal deu 24 horas para que o casal informe o paradeiro dos carros.

Comentários
×