Poesia

A poesia é a mais sublime das artes. Ovídio (43 a.C.), sendo uma das maiores vozes poéticas  do império romano, cantou a "arte amar" em seu livro de cabeceira de reis  e pessoas de fino trato em todas as gerações. Nele, o poeta ensina o caminho turbulento e os atalhos na arte de conquistar o coração das mulheres, dominando todos os seus sentidos e levando à concretização de seus ideais românticos e eróticos.

Camões se tornou cego de um olho, ao disputar em um duelo histórico o coração de uma mulher. Shakespeare, em sua tragédia Romeu e Julieta, descreve a paixão avassaladora de um casal de jovens, filhos de famílias rivais, e que tem um fim trágico e inesperado. Camilo Castelo Branco escreveu Amor de Perdição, considerado o "Romeu e Julieta Lusitano". A poesia inspirou inúmeros clássicos em todas as épocas, possuindo o dom inefável de transportar os afeiçoados a ela a um mundo particular de emoções e belezas indescritíveis. A literatura brasileira produziu pepitas  de rara beleza no campo poético, como:

“Vem, formosa mulher Camélia pálida, que banharam de pranto as alvoradas" (Castro Alves).

“Tamarindo de minha desventura, a tua sombra há de ficar aqui!” (Augusto dos Anjos).

Olavo Bilac o genial poeta parnasiano, brada para a amada: "Noite ainda, quando ela me pedia, entre dois beijos que eu fosse embora, eu com os olhos em lágrimas dizia: espere ao menos que desponte a aurora". Um  maravilhoso encantamento se faz sentir quando poetizamos... O alvo principal, indubitavelmente, é a musa, a imagem transcendente da mulher. O estado bruto faz dela a criadora do jardim de delícias, e o poeta, possuindo uma visão privilegiada dos corações em chamas, a atrai de forma incondicional e bela. Ele, paradoxalmente, se curva, chorando, diante de sua beleza ímpar. A poesia está ficando rara e  distante em nosso mundo moderno e o interior das pessoas  está se petrificando, assustando  todos aqueles  que navegam em outros mares de imaginação constante.

Escrevi, aproveitando as águas de março, que residem hoje, apenas na memória dos apaixonados:

 

O sangue leva

a pessoa em estado primaveril,

no barco  do encantamento, à  ilha paradisíaca  do  coração...

Floresce tudo e o amor nasce breve

e sem discursos ou ocasiões.

O impossível se faz

folha seca, adubando  o sonho de ser feliz

 

jocarramos@gmail.com

 

Comentários
×