PM desencadeia operação ‘Spartacus’

Da Redação

Mais uma operação policial foi realizada em Divinópolis e no Centro-Oeste. A 7ª Região da Polícia Militar promoveu ontem, das 6h às 23h59, a operação ‘Spartacus’. O objetivo da ação, segundo informou a PM, foi aumentar o efetivo policial em pontos estratégicos das cidades.

O saldo parcial da operação, em toda a região, aponta que 3.706 pessoas foram abordadas e 2.832 veículos passaram por fiscalização. Até as 20h de ontem, 27 pessoas haviam sido presas/apreendidas. Além disso, 35 endolas de cocaína, 21 buchas de maconha, quatro pedras de crack, quatro munições e uma arma de fogo foram apreendidas.

Durante a operação, foram cumpridos mandados de busca e apreensão, blitz de trânsito nas vias de acesso (entrada e saída) dos municípios, batidas policiais em zonas quentes de criminalidade e a intensificação de abordagens, com o intuito de apreender drogas e armas de fogo.

Mandado

Numa das primeiras ocorrências do dia, os militares da Companhia de Policiamento Especializado cumpriram um mandado de busca e apreensão na rua Gonçalves Dias, no bairro Porto Velho, em Divinópolis. Durante a ação, foram apreendidos uma arma de fogo calibre .40, três munições intactas e dois celulares.

Um homem, de 26 anos, foi preso em flagrante pelo crime de posse irregular de arma de fogo.

Foragido

Durante a operação, os policiais estiveram também na rua Alagoas, no bairro Vila Belo Horizonte. Na ação, eles conseguiram localizar e prender um foragido, de 27 anos. Não foi informado por qual crime eles estava sendo procurado.

Drogas

Outra ocorrência foi registrada na rua Ourinhos, no bairro Cidade Jardim. Os policias realizaram a apreensão de um menor, sem idade divulgada, com drogas. Na revista pessoal foram encontradas três buchas de maconha.

Além disso, com o auxílio do cão farejador da equipe Rondas Ostensivas com Cães (Rocca), mais 15 buchas de maconha foram localizadas no meio-fio, com embalagens similares às encontradas durante a revista.

O menor suspeito foi encaminhado à delegacia, bem como os produtos apreendidos.

‘Spartacus’

A Polícia informou que o nome da operação é uma alusão à Segunda Guerra Médica.

— O nome da operação faz referência à Batalha das Termópilas, que aconteceu na Segunda Guerra Médica. Na ocasião, um exército de bravos guerreiros espartanos, mesmo estando em menor número, utilizando-se de estratégias eficazes de combate, venceram um inimigo significativamente maior, denotando a superioridade da qualidade em detrimento da quantidade — explicou.

 

 

 

 

Comentários
×