PM apreende pássaros em situação de maus tratos em Carmo do Cajuru

Da Redação 

Na última sexta-feira, 10, uma equipe de militares da 7ª Cia PM de Meio Ambiente realizou o cumprimento de um mandado de busca e apreensão no Povoado de Olhos D’ Água em Carmo do Cajuru. Na operação, os policiais  constataram diversas irregularidades no local, dentre elas, falsificação de selo federal, maus tratos e desmatamento.

Após realizar levantamentos sobre suposto autor que praticava atividade de caça na região, os militares conseguiram adentrar em sua residência, que era alvo de fiscalização, mas ninguém foi encontrado.

Na presença de uma testemunha, os militares realizaram busca na propriedade e encontraram um “Pássaro Preto” que usava uma anilha falsa, além de apresentar  indícios de maus tratos, com a asa cortada e outras lesões. Havia também um pássaro “Trinca-Ferro” e um “Bicudo” que eram mantidos em cativeiro de maneira irregular.

Ao lado da casa, foi encontrada uma armadilha em condições de captura de pássaros (alçapão). Também foi encontrada outra armadilha utilizada para capturar tatu (jequi) e no interior da casa foi encontrada  rede para apanhar pássaros. Ao todo, 07 (sete) pássaros foram apreendidos e dentre eles, dois “Curiós”, espécie ameaçada em extinção da fauna em Minas Gerais. Além disso, os militares deparam com um desmate de vegetação nativa em uma área de 1000 m² com 12 estéreos de lenha sem autorização, ficando suspensas as atividades.

O autor que é criador de passeriformes não foi localizado, porém, foi autuado administrativamente com multa e responderá na justiça por crime ambiental. As aves após serem avaliadas por um Analista Ambiental, que constatou através de um laudo o crime de maus tratos, serão encaminhadas ao Centro de Triagem de Animais Silvestres em Belo Horizonte para recuperação e reintrodução ao habitat natural.

Comentários
×