Pará de Minas: Polícia apreende 388 tabletes de maconha e mais de R$ 115 mil em dinheiro

Três suspeitos foram presos

Da Redação

A Polícia Militar (PM) em Pará de Minas apreendeu, na madrugada desta terça-feira, 22, 388 tabletes de maconha, pesando cada um entre 900 gramas a 1 quilo, seis porções da mesma droga, duas pedras grandes de crack, um revólver calibre .38, 12 munições, R$ 115.495,00 em dinheiro, celulares e dois veículos, sendo um deles furtado e clonado. Três suspeitos foram presos.

Os militares receberam denúncias anônimas de que o suspeito de 42 anos, morador de Igaratinga, com passagens policiais por tráfico de drogas, estaria chefiando uma organização criminosa e abastecendo o tráfico de entorpecentes na região de Pará de Minas. As denúncias também informavam que o referido suspeito iria entregar drogas em uma residência nas Chácaras Dom Bosco, próxima à rodovia BR 262.

Foi montada uma operação para averiguar as denúncias, sendo o referido suspeito encontrado na condução de um veículo Toyota Yaris, próximo ao bairro de chácaras. Ele fugiu da abordagem policial, chocando-se contra um barranco. Em seguida, a pé, correu, pulando o barranco com cerca de 18 metros de altura, sendo encontrado escondido na vegetação, momento em que foi preso. No veículo, foram encontradas as duas pedras de crack grandes citadas. Na residência do suspeito de 42 anos, em Igaratinga, os militares apreenderam a quantia de R$ 113.300,00, em dinheiro. Os dois veículos foram apreendidos. 

 Em seguida, os policiais foram até um sítio no povoado de Trindade, zona rural de Pará de Minas, para averiguar informações de que o referido autor estava se associando ao casal de moradores. Foram encontrados em um cômodo anexo à residência, tipo uma dispensa, os 388 tabletes e barras de maconha descritos, o revólver e as munições, a quantia de R$ 2.495,00 em dinheiro e outros objetos. No quintal da casa foi encontrado o veículo Toyota Corolla, de cor preta, produto de furto ocorrido em Belo Horizonte, em data anterior, que estava com a placa adulterada. Os moradores - um homem de 30 anos e uma mulher, de 22 - foram presos.

— O autor de 30 anos já respondeu a processo por associação para o tráfico com o autor de 42 anos. Este estava em regime de liberdade condicional — informou a PM.

Os três infratores foram presos e conduzidos à delegacia, bem como o material apreendido. Antes, porém, o suspeitode 42 anos foi levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para atendimento médico, devido aos ferimentos aparentemente leves que sofreu ao pular do barranco durante a fuga.

Comentários
×