Pimentel promete recursos para concluir Complexo da Ferradura

 

 

Jorge Guimarães 

 O governador Fernando Pimentel (PT) se comprometeu a apoiar Divinópolis na criação do terceiro centro industrial de Divinópolis, com liberação de verba de R$ 2 milhões para o Complexo da Ferradura. A promessa foi feita ao prefeito Galileu Machado (PMDB) e ao secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, José Alonso Dias, na sexta-feira passada, dia 23, em reunião no Palácio da Liberdade. 

O prefeito e o secretário foram a Belo Horizonte para tratar de assuntos de interesse do município. Primeiro, estiveram na Cidade Administrativa. Aproveitando a estada na capital mineira, após a visita, dirigiram-se ao Palácio da Liberdade e tiveram um encontro com o governador, a convite de Fernando Pimentel. 

 Verba  

Entre as demandas discutidas, uma delas foi sobre a conclusão da obra do Complexo da Ferradura. Os R$ 2 milhões prometidos pelo governador são para conclusão do encabeçamento da ponte existente no local e um trevo ligando a AMG-432, estrada de Carmo do Cajuru, ao complexo. 

– A primeira ação que fizemos foi dar legalidade ao terreno, de um milhão de metros quadrados, registrando sua escritura. Diante do exposto solicitamos ao governador a ajuda para encabeçamento da ponte, que ligaria o velho distrito ao novo distrito industrial a ser implantado na cidade. E por consequência, a ligação do Complexo da Ferradura com a AMG 432, onde seria construído um trevo. E de pronto o governador ficou de nos ajudar com liberação da verba de R$ 2 milhões, a ser liberada antes de abril. Assim, vamos realizar o lançamento da pedra fundamental, já no próximo dia 1º de junho, dentro da programação oficial do aniversário dos 106 anos de Divinópolis – detalhou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico.   

Demanda antiga  

Apresentado em 2003, o projeto é uma parceria entre a Vale do Rio Doce e a Prefeitura de Divinópolis. Depois de sofrer várias alterações até chegar nos parâmetros exigidos pela empresa e a administração, sua aplicação está sendo concretizada. 

A expectativa da Prefeitura é de que, além de favorecer o desenvolvimento econômico da cidade como um todo, a obra beneficie bairros mais afastados, como Icaraí, São Caetano, Grajaú e outros, próximos à MG-050.   

Outro benefício apontado é a ligação do Centro Industrial à AMG-432. Nesse local, começou a ser construída uma ponte no governo Vladimir Azevedo (PSDB), porém a obra ficou inacabada e com terreno a ser desapropriado. 

 

 

Comentários
×