Pesquisas sobre mobilidade urbana em Divinópolis estão disponíveis até 22 de fevereiro

Da Redação

As três pesquisas sobre a Plano Municipal de Mobilidade Urbana de Divinópolis (PlanMob) estão disponíveis até 22 de fevereiro, no site da Prefeitura de Divinópolis. Por meio delas, a população divinopolitana pode participar da elaboração do Plano de Mobilidade Urbana do município.

— O plano constitui instrumento de gestão pública urbana que visa a garantir o direito de ir e vir dos divinopolitanos de forma segura. A proposta deve contribuir para o acesso universal à cidade e a concretização das condições que favoreçam a efetivação dos princípios, dos objetivos e das diretrizes da política de desenvolvimento urbano por meio do planejamento e da gestão democrática — informou a Prefeitura.

No site da Administração, as pesquisas estãos disponíveis no ícone do lado esquerdo “Pesquisa Mobilidade Urbana”.

A primeira pesquisa é a “Deslocamento Urbano (Origem e Destino)”. O levantamento tem como objetivo determinar a distribuição dos desejos de deslocamentos gerados em Divinópolis. O princípio da pesquisa é dividir o município em zonas de tráfego e, assim, constituir um importante instrumento para o planejamento dos investimentos em infraestrutura.

A “Pesquisa de Mobilidade Urbana” tem a missão de levantar a opinião da população para avaliar a situação da mobilidade no município. O levantamento auxilia na complementação e no detalhamento do Plano de Mobilidade de Divinópolis. Os usuários poderão avaliar vários aspectos gerais da mobilidade, inclusive no seu bairro, bem como responder perguntas específicas conforme o meio de transporte mais usado.

Na terceira pesquisa, a população pode contribuir relatando os principais problemas-impasses e apresentar propostas sobre temas relacionados à mobilidade urbana, como acessibilidade (calçadas, rampas, prédios públicos), trânsito, transportes ou qualquer outro tema que julgar necessário.

O resultado das pesquisas conduzirá a produção do diagnóstico que será apresentado na audiência pública agendada para 11 de março.

Comentários
×