Penúltima visita do Prato da Casa é hoje

 

Jorge Guimarães

Hoje é dia de o Villa Madalena apresentar seu prato, o Pelos Caminhos de Minas, composto por um trio de pastéis, dividido entre os sabores de tilápia, pernil e queijo com ervas finas, acompanhados de vinagrete, molho de jabuticaba e molho tártaro.

As visitas aos bares concorrentes deste ano se encerram neste sábado, à tarde, no Roberto da Sopa. No local, os presentes poderão saborear o prato Mineirinho, que é um torresmo de barriga, servido junto a uma costelinha de lata com molho da carne, ovo e tropeiro.

Costelão

A noite desta quarta-feira foi de muita música e sabores no Paiol Urbano, quando aconteceu mais uma visita da caravana do Prato da Casa. O prato servido foi Costelão Crocante, que vem com o costelão empanado na farinha panco, bolinho de aipim acompanhando de creme de limão cravo e molho de rapadura.

Tema

Segundo o idealizador, Gustavo Bicalho, o Prato da Casa tem a valorização dos pequenos produtores como uma de suas bandeiras e, mais uma vez, o objetivo do festival foi alcançado.

— Já passamos pela classe da agricultura familiar, valorizamos as plantas alimentícias não convencionais e, em 2019, com o tema “Pequenos Produtores, Grandes Sabores”, o festival valorizou os pequenos fornecedores de produtos alimentícios como linguiças, defumados, doces, pequenos agricultores etc. E mais uma vez o objetivo foi alcançado — disse Gustavo.

Números

Até o momento foram mais de dez mil pratos e mil garrafas comercializadas durante o circuito. Uma maratona botequeira que gera emprego e renda a um dos setores que mais cresce em Divinópolis e no Brasil: o da alimentação.

A expectativa é que essa edição gere mais de três mil empregos diretos e indiretos, até a grande festa de encerramento, que será realizada no dia 3 de agosto, sábado, no Parque da Divinaexpo.

Cidades

Segundo levantamento, nos três últimos anos do Prato da Casa, as cidades que mais frequentaram Divinópolis durante o evento são: Nova Serrana, Carmo do Cajuru, Cláudio, Itaúna, Bom Despacho, Pitangui, Formiga, São Gonçalo do Pará, São Sebastião do Oeste, Lagoa da Prata e Santo Antônio do Monte.

Nos últimos anos, Belo Horizonte tem sido um dos municípios com maior número de visitantes na festa de encerramento. Isso, claro, sem contar com o público divinopolitano, que sempre apoiou o evento desde a primeira edição.

 

Comentários
×