Pedido de prisão passa em branco no primeiro discurso de César Tarzan em 2018

Ricardo Welbert

Em seu primeiro pronunciamento na Câmara de Divinópolis após ter um pedido de prisão decretado pela Justiça Eleitoral pelo descumprimento de medidas caltelares, o vereador César Tarzan (PP) não falou sobre o assunto ao longo dos seus 12 minutos de microfone. 

O vereador falou apenas sobre fiscalizações do Executivo que fez ao longo de janeiro e citou melhorias que ele defende em diversas regiões do muncípio. 

Nenhum dos outros vereadores citou o caso. 

Nos bastidores, César Tarzan confirmou que pagou a multa de R$ 10 mil determinada pela Justiça Eleitoral. Com isso, se livrou dessa possibilidade de prisão.

Comentários
×