Pastor suspeito de estelionato deixa Floramar

Da Redação

Preso desde 8 de outubro, o pastor Jesiel Júnior, que congregava na na igreja Batista Filadélfia, no bairro Porto Velho, deixou o presídio Floramar neste sábado, 23. A Polícia Civil (PC) já concluiu parte dos inquéritos, encaminhados à Justiça. As investigações apontam Jesiel como suspeito de se passar por advogado, vender filiais de sua empresa, que não tinha autoriação para abrir filias, e, após receber o dinheiro das vítimas, não prestar os serviços de responsabilidade da sede da empresa. 

Além disso, a PC encontrou evidências de que o pastor utilizava as contas da igreja para lavagem de dinheiro, visto que as entidades religiosas possuem isenção de impostos.

Os inquéritos concluídos apresentam evidências de Jesiel ter cometido, ao menos, três crimes: estelionato, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. 

 

 

Comentários
×