Para reforçar caixa do governo, combustível encarece 11,55% em Divinópolis

Pablo Santos

A nova política de preços adotada pelo Governo Federal para alavancar a arrecadação é danosa para o bolso do consumidor. Desde julho, o litro da gasolina sofre reajustes diários e, no acumulado de três meses, a gasolina subiu 10,62%nos postos de combustíveis de Divinópolis, de acordo com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). No entanto, o diesel foi o combustível com o maior acréscimo, chegando a 11,55%. 

Em junho, o litro da gasolina estava valendo R$ 3,67em média. Em 20 de julho, o Governo Federal anunciou a nova política de preços. Os ministérios da Fazenda e do Planejamento informaram elevação da alíquota de PIS e Cofins sobre os combustíveis. 

A tributação sobre a gasolina subiu R$ 0,41 por litro. Já a tributação sobre o diesel elevou-se em R$ 0,21 e ficará em R$ 0,46 por litro do combustível. Para o etanol, subiu R$ 0,20 por litro, de acordo com os cálculos do Governo Federal. 

O aumento da tributação sobre os combustíveis vai gerar, durante o restante do ano de 2017, uma receita adicional de R$ 10,4 bilhões para o governo. 

Sequência

Com o anúncio, os postos de combustíveis começaram a remarcar os preços constantemente. Em julho, o litro passou a custar R$ 3,68, em média, nos postos de Divinópolis, um centavo a mais na comparação com junho. 

No entanto, em agosto, o litro da gasolina teve um forte reajuste e já estava cotado a R$ 3,93 nos postos da cidade. Em setembro, a média de preços passou para R$ 3,97 nos postos da cidade. Já em outubro, o valor médiopassou dos R$ 4 e está cotado a R$ 4,06, apontou a pesquisa da ANP realizada na cidade. 

Em Divinópolis, o menor valor da gasolina é cotado a R$ 3,95 e o maior chega a R$ 4,19.

Etanol

O preço do etanol também subiu em três meses, mas em um percentual menor quando se compara com a gasolina. De acordo com a ANP, o litro estava cotado na cidade em julho a R$ 2,59 e passou para R$ 2,77 no final de outubro, registrando um acréscimo de 6,9%. 

Já o diesel foi o combustível com maior alta em Divinópolis em três meses. Conforme a pesquisa mensal da ANP, em julho o litro do combustível estava cotado a R$ 3,03 e passou para R$ 3,38, ou seja, acréscimo de 11,55%, de acordo com a pesquisa. É possível pagar pelo litro R$ 3,19 no menor valor e, no maior, R$ 3,50. 

Comentários
×