Pão francês e leite encarecem o café da manhã do divinopolitano

Com elevação de 5,16%, cesta básica chega a 40,3% do salário mínimo em abril

Da Redação

O café da manhã do divinopolitano ficou mais caro em abril. Segundo o levantamento realizado pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas Econômicos Sociais (NEPES) da Faculdade UNA/Divinópolis, estes produtos tiveram o maior reajuste dos itens da cesta básica. E o grupo de alimentos também teve alta. Conforme a estatística, o valor da cesta básica em Divinópolis no mês passado, foi de R$ 443,31, apresentando uma variação positiva de 5,16% entre os meses de março e abril de 2021. Com este valor, a cesta em abril equivale a 40,3% do salário mínimo.

Segundo a coordenadora do NEPES/Una, professora Pâmella Pugas, neste levantamento, ao analisar o gasto mensal por produto que compõe a cesta básica de Divinópolis, destaca-se o aumento em relação ao mês anterior no pão francês (11,91%), na carne (6,88%) e no tomate (5,80%).

— Pode-se inferir que o café da manhã ficou mais caro para o divinopolitano. Apesar de no mês anterior o pão francês ter apresentado queda, o valor registrado no mês de abril é o maior desde janeiro deste ano. Ainda, mesmo que a manteiga tenha apresentado uma queda em abril (-0,4%), é importante lembrar que no mês de março ela teve um aumento de preço significativo — explica a coordenadora.
Pâmella ainda destaca que a carne apresentou o maior valor desde o início da publicação do boletim (outubro/2020), registrando um aumento de 6,88% de março para abril.

— Uma das possíveis explicações para este comportamento estaria relacionado, segundo dados do Cepea-USP, ao aquecimento das exportações e consequente oferta restrita de boi gordo para o abate, o que mantêm baixo o volume de carne disponível no mercado brasileiro — define.

Outro produto com destaque na alta do preço foi o tomate (5,80%). Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em abril, as cotações do tomate começam a apresentar alta, pois o ápice da safra de verão já ocorreu e a oferta das áreas produtoras não deve se sustentar nos mesmos patamares.

Salário mínimo

Acerca do tempo médio de trabalho necessário para adquirir os produtos da cesta básica de Divinópolis, em abril de 2021, o número de horas de trabalho necessárias ao trabalhador que ganha salário mínimo, para adquiri os produtos da cesta básica de alimentos foi de 88 horas e 52 minutos.

Pesquisa

O boletim elaborado pela UNA tem como objetivo fazer levantamentos de preços e fornecer informações sobre um conjunto de produtos alimentícios considerados essenciais. A pesquisa desta edição foi realizada entre os dias 20 a 24 de abril com levantamento de preços praticados em seis diferentes estabelecimentos do ramo de produtos alimentícios.

A metodologia utilizada para a coleta dos dados segue as orientações sugeridas pelo Departamento Intersindical de estatística e estudos socioeconômicos (DIEESE).

 

Comentários
×