Ouvidoria-Geral do Estado atende população de Divinópolis

Da Redação 

A Ouvidoria-Geral do Estado de Minas Gerais (OGE) realiza a 6ª edição da Ouvidoria Móvel em 2019. Servidores do órgão estarão em Divinópolis no dia 20 de agosto, das 9h às 16h, na Superintendência Regional de Meio Ambiente (Supram), na rua Bananal, 549, Vila Belo Horizonte. O objetivo é dar voz à população a fim de identificar carências e satisfações quanto à prestação dos serviços públicos estaduais.   

— Registrar as manifestações, encaminhar aos órgãos competentes, avaliar o retorno e responder ao cidadão é o fluxo de trabalho da OGE que, periodicamente, apresenta relatórios aos dirigentes máximos dos órgãos estaduais e ao governador, colaborando com o aprimoramento e qualidade dos serviços prestados pelo Estado de Minas Gerais. Os dados relacionados às demandas dos cidadãos mineiros ajudam o governo nas tomadas de decisões importantes para construção de políticas públicas que visam melhorar a vida dos usuários dos serviços — informou a Ouvidoria. 

Esta edição do projeto terá como foco as questões relacionadas à prestação de serviços ambientais. Manifestações sobre licenciamentos, outorgas, cadastros ambientais rurais, autorização para uso de equipamentos, dentre outros assuntos, serão acolhidas durante a Ouvidoria Móvel, que receberá também demandas relacionadas a todas as áreas de atuação do governo, como saúde, polícia, educação e fazenda.  

Para a ouvidora-geral do Estado, Simone Deoud Siqueira, “a proposta da Ouvidoria Móvel é ouvir, presencialmente, as manifestações dos pagadores de impostos, dando força à voz do cidadão, por meio da interlocução entre população e governo, fortalecendo a democracia no país”.           

Ouvidoria Móvel:

O projeto, criado em 2012, é uma importante ferramenta de gestão. Atua na identificação dos problemas ao ir até os municípios de Minas Gerais para acolher as demandas da população. O principal objetivo da Ouvidoria Móvel é ouvir os cidadãos, possibilitando à OGE atuar de forma isenta na defesa dos usuários dos serviços públicos. Por outro lado, é uma oportunidade para ampliar a visibilidade da OGE, potencializando sua condição de atuar como instrumento de proteção aos direitos da cidadania e de auxiliar o Poder Executivo na fiscalização e aperfeiçoamento dos serviços e atividades públicas.

Comentários
×