Ouvidoria do SUS recebeu 187 relatos no 1º semestre

Serviço visa aprimorar os serviços oferecidos pelo governo, através de relatos dos usuários

Da Redação

Reclamações, relatos de negligências, dúvidas e elogios. Todos esses tópicos podem ser abordados na Ouvidoria do Sistema Único de Saúde (SUS), através da Superintendência Regional de Saúde (SRS), com sede em Divinópolis. O serviço disponível na cidade permite que usuários e trabalhadores da saúde forneçam informações que possam auxiliar o governo a melhorar a prestação de serviço na cidade.

Panorama

Segundo o balaço da Ouvidoria SUS da Superintendência Regional de Saúde com sede em Divinópolis, divulgado na quarta-feira, o setor recebeu 187 contatos através de seus canais de comunicação durante o primeiro semestre. Desse número, apenas 16 foram presenciais.

Função

A Ouvidoria do Sistema Único de Saúde é uma ferramenta que tem como intuito aprimorar os serviços oferecidos à população. Assim, através dos relatos dos pacientes, com críticas, sugestões e elogios, o governo consegue identificar as carências e os acertos na área, promovendo adequações no sistema para proporcionar uma melhora no atendimento.

— O objetivo da Ouvidoria do SUS é intermediar a relação entre população e Estado na prestação desses serviços, funcionando como um canal para a avaliação cidadã sobre os atendimentos que recebe no SUS — informou a SRS.

Os serviços oferecidos pela Ouvidoria são amplos, contemplando desde a solicitação de informações até denúncias sobre irregularidades no atendimento.

— Por meio das ouvidorias, cidadãos e instituições da sociedade civil de qualquer segmento podem solicitar acesso a atendimentos e serviços de saúde (por exemplo, necessidade de um medicamento); fazer uma pergunta solicitando instrução, esclarecimento ou orientação sobre programas e campanhas de saúde ou doenças; fazer um elogio, demonstrando satisfação sobre um atendimento recebido ou até um agradecimento; uma sugestão para propor ação para melhorar os serviços do SUS; uma reclamação sobre ações e serviços de saúde como demora no atendimento, excesso de fila e falta de medicamentos; uma denúncia, apontando irregularidades ou indícios de irregularidade na administração ou no atendimento, como cobrança por um procedimento ou negligência — detalhou o órgão.

Privacidade

A Ouvidoria também oferece ao interessado em fazer contato o direito à privacidade, caso deseje não ser identificado.

Segundo a referência de Ouvidoria do SUS da Regional de Saúde de Divinópolis, Suzana Luiz França Batista, todos os relatos são encaminhados para os setores responsáveis para conhecimento.

— Todo usuário do SUS que tiver alguma reclamação, denúncia ou elogio, pode procurar a Regional e registrar a sua manifestação, ou um dos outros canais como e-mail, telefone 136 e site. Estas demandas são inseridas no sistema desenvolvido pelo Datasus. Logo em seguida, são analisadas e encaminhadas para o órgão ou setor competente. As demandas podem ser anônimas ou sigilosas — contou Suzana.

Contato

É possível fazer sugestões ou reclamações de cinco formas. Presencialmente, basta ir até a sede da Superintendência Regional de Saúde, localizada na rua Antônio Olímpio de Morais, 2.100, no bairro Santa Clara. O segundo modo é contatar o setor através do número 136.

Também é possível se comunicar com a ouvidoria através do site www.ouvidoriageral.mg.gov.br ou pelo e-mail ouvidoriasrsdiv@saude.mg.gov.br.

Por fim, o contato pode ser feito pelo WhatsApp no número (37) 9 9105-8144 .

 

Comentários
×