Outubro Rosa e o combate ao câncer de mama

 

Maria Tereza Oliveira

Realizada durante todo este mês, a campanha “Outubro Rosa” que tem como intuito conscientizar a população sobre os riscos do câncer. Na região, só no ano passado, o hospital do câncer atendeu 234 mulheres em tratamento e foram realizadas 280 cirurgias de mastectomia.

Apesar de curável, o câncer de mama é o que mais mata mulheres no Brasil. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres e também o mais letal, sendo a segunda principal causa de morte na América Latina.

De acordo com a Associação de Combate ao Câncer do Centro-Oeste de Minas Acccom), ao contrário do que muita gente acha, o câncer de mama, assim como a maioria dos cânceres tem mais a ver com o estilo de vida adotado pela pessoa.

— Uma minoria da população está no grupo de risco dos hereditários. Numericamente falando, em uma família que geneticamente já se comprovou o câncer hereditário ou familiar, apenas 5% das pessoas terão câncer hereditário — explica.

Ações

Durante todo o mês, a Acccom intensifica suas ações sobre a prevenção contra o câncer de mama e outros cânceres femininos. São realizadas inúmeras ações em diversas cidades, incluindo Divinópolis.

A associação fez camisetas na cor que representa a campanha com os dizeres “365 rosa”, para acentuar que a prevenção deve ser feita durante o ano todo. Desde ontem a casa de apoio e o centro oncológico estão iluminados na cor rosa.

No dia 20 a Associação realizará pelo 7º ano consecutivo, a “Caminhada pela Vida” a partir das 8h, na praça da Catedral com orientações, música e apresentação da banda da Polícia Militar.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) também irá fazer uma série de ações sobre a conscientização, com objetivo de alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Dentre as atividades, será aberta a visitação a exposição “Vitórias”, com fotografias de mulheres que tiveram e outras em tratamento contra o câncer de mama a partir de hoje e vai até dia 15, no espaço GTO da Câmara.

Neste sábado, 6, será realizada a Corrida do Outubro Rosa com concentração às 8h e largada às 8h30 em frente à Unifenas no bairro Liberdade. O percurso será de 4km. 

Outubro Rosa

O nome da campanha se refere à cor do laço rosa que simboliza a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades.

A forma mais eficaz de combater a doença é através de hábitos de vida saudáveis. Não abusar de bebidas alcoólicas, não fumar, alimentar-se bem e praticar atividade que movimente o corpo, tudo isso ajuda na prevenção da enfermidade.

Entretanto, os exames devem ser feitos regularmente, pois, apesar de ser uma doença com alto índice de mortalidade, se descoberto precocemente, o câncer de mama tem grandes chances de ser curado.

A oncologista da Acccom, Sabrina Rolim Amorim, explica que o diagnóstico precoce faz toda a diferença.

— Tanto em relação ao tratamento, que vai ser menos mórbido, vai causar menos prejuízo para a mulher, falando especificamente sobre o câncer de mama, quanto à possibilidade do tratamento efetivo dessa doença — destaca.

Exames

Os exames de rotina, assim como o autoexame auxiliam no diagnóstico precoce da doença. Os mais conhecidos são os exame clínico das mamas e mamografia que devem ser realizados periodicamente.

Toda mulher com 40 anos ou mais devem realizá-los anualmente. Entre 50 e 69 anos, a mulher deve fazer uma mamografia a cada dois anos.

O exame clínico das mamas é quando o médico ou enfermeiro observa e apalpa as mamas de sua paciente na busca de nódulos ou outras alterações. A mamografia é uma radiografia das mamas realizada por um equipamento chamado mamógrafo: é feita uma compressão das mamas para visualizar pequenas alterações, o que permite descobrir o câncer de mama em fase inicial.

O autoexame também é arma eficaz no combate ao câncer. É importante que a mulher esteja atenta ao seu corpo e à saúde das mamas.

 

 

Comentários
×