Operação Semana Santa começa hoje nas estradas da região

Pollyanna Martins

Começou hoje a operação “Semana Santa” nas estradas de Divinópolis e região. A ação integrada entre Polícia Militar Rodoviária (PMR), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Corpo de Bombeiros será até segunda-feira, 2. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a corporação terá uma base no KM 131 da MG-050 para resgate, salvamento e combate a incêndio. A PMR auxiliará na fiscalização, prevenção de acidentes e crimes de trânsito, enquanto equipes de Meio Ambiente farão patrulhas rurais.

A Polícia Militar Rodoviária de Divinópolis intensificará os patrulhamentos durante a operação nos trechos de maior circulação da BR-354 e MG’s 050, 260 e 494. A corporação alertou ainda para o km 443 da BR-262, em Nova Serrana, onde o aterro do viaduto cedeu e por isso os motoristas estão sendo direcionados para a via marginal. O local está sinalizado por cones e painel de mensagem.

Nascentes

A Nascentes das Gerais informou em nota que são esperados mais de 180 mil veículos durante os quatro dias do feriado prolongado da Páscoa, no sistema MG-050/BR-265/BR-491, principal ligação entre Juatuba, na região metropolitana de Belo Horizonte, e São Sebastião do Paraíso, na divisa de Minas com São Paulo. A concessionária informou ainda que reforçará o número de colaboradores em ação nos guinchos, nas inspeções de tráfego, no Centro de Controle Operacional (CCO), Atendimento ao Usuário (AU) e praças de pedágio. Em caso de qualquer incidente, o CCO poderá ser acionado 24 horas no telefone 0800 282 0505, opção 2. 

De acordo com a Nascentes, as obras que possam causar interferência no tráfego serão suspensas durante o feriado, exceto a do km 320 da MG-050, que acontece sob a operação “Pare e Siga”, 24 horas por dia, em virtude das obras de restauração e reforço estrutural da ponte sobre o rio Quebra Anzol. Para reforçar a segurança viária neste trecho, foram instaladas placas de atenção indicando o ponto sob intervenção, além de dispositivos de sinalização noturnos para alertar os motoristas. 

 

 

Comentários
×