Operação 'Febre do Cobre' prende pelo menos 13 pessoas em Divinópolis e região

Ação visa combater crimes de furto e receptação de metais

Da Redação

Populares de diversos bairros acordaram assustados na manhã desta terça, 16, em Divinópolis. Conforme relatos, helicópteros sobrevoaram residências bem no começo do dia.

— Não sei o que aconteceu, mas acordamos com o helicóptero da polícia civil em cima de nossas casas. Está sobrevoando baixinho aqui. Um barulho tão alto que acordou todo mundo — comentou um morador nas redes sociais.

O motivo é que a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) deflagrou a operação 'Febre do Cobre'. A ação visa combater crimes de furto e receptação de metais  na região do Centro-Oeste. Segundo informações da assessoria, os policiais cumpriram mandados de busca e apreensão em Divinópolis, Pará de Minas, Arcos e Contagem.

Investigação

Ainda segundo informações, a investigação independente durou por 6 meses. Segundo o Chefe do 7º Departamento de Polícia Civil, a organização criminosa agia com divisões de tarefas.

— Havia um líder, que comandava toda a ação e fornecia os veículos para transportar os materiais. Outro indivíduo designava e coordenava as funções dos envolvidos. Outras 3 pessoas cuidavam da recrutação de novos membros — explica.

Flávio ainda ressaltou a importância da Operação.

— É uma ação muito importante. Com o furto desses materiais, muitas pessoas ficaram sem água e outros serviços essenciais. A operação terá prosseguimento — disse.

Prisão

Foram cumpridos 17 mandados de prisão nas cidades. 13 foram presos e 4 ainda estão foragidos da Polícia, que ainda realizou 16 mandados de busca e apreensão. Estima-se que 10 mil metros de cobre tenham sido furtados de diversos locais, um prejuízo de mais de meio milhão de reais.

 

 

Comentários
×