Operação da PM combate explosões de caixas eletrônicos

 

Da Redação

A prevenção de ataques explosivos em instituições financeiras na região Centro-Oeste de Minas foi o foco da Polícia Militar (PM). A “Operação de Combate às Explosões de Caixas Eletrônicos” aconteceu durante a noite de quarta-feira, 10, e a madruga de ontem, 11.

A PM informou que 19 cidades da região receberam a ação, entre elas: Abaeté, Bom Despacho, Lagoa da Prata, Luz, Pedra do Indaiá e Pompéu.

A ação, realizada na região do 7º Batalhão, foi comandada pelo tenente-coronel Roberto Martins, responsável pela unidade. Participaram da ação 112 militares e 51 viaturas.

Entre 22h e 4h, 241 veículos foram fiscalizados, sendo um removido. Das 194 pessoas abordadas, uma foi presa. A operação também resultou na apreensão de um menor. Houve quatro atos de infração de trânsito e quatro boletins de ocorrências registrados.

Em nota, a PM explicou que a operação visa dar mais segurança à população da região Centro-Oeste.

— A operação, além de trazer sensação de segurança à população, coíbe a prática de delitos nos municípios, prevenindo o ataque de explosões a caixas eletrônicos e agências bancárias — destacou.

Simulação

Ainda na madrugada de quinta, 11, a PM também promoveu uma simulação de ocorrência de alta complexidade.

Segundo a PM, os militares do 60º Batalhão da PM, lotados nas companhias operacionais da 279ª, 280ª e 68ª Cia Tático Móvel, participaram do exercício nos seis municípios que compõem a área de atuação do batalhão, sendo eles: Araújos, Conceição do Pará, Leandro Ferreira, Nova Serrana, Perdigão e Pitangui.

Na atividade, os policiais praticaram a ampliação do poder de reação e resposta frente a esse crime, na intenção de buscar maior habilidade e profissionalismo, para crescer o nível de segurança da população nas cidades que compõem a área. Para isso, os agentes também praticaram, durante a ação, os quesitos de segurança previstos no Procedimento Operacional Padrão da Unidade diante desse delito.

Na simulação, estiveram envolvidos 36 militares e 15 viaturas. Foram 58 pessoas abordadas e 29 veículos fiscalizados.

Tomahawk

Há menos de um mês, por volta da segunda semana de junho, a ‘Operação Tomahawk’ foi colocada em ação na região, também no intuito de combater as explosões em caixas eletrônicos, além de crimes violentos. A operação foi uma iniciativa conjunta da Polícia Civil, Polícia Militar e o Ministério Público (Gaeco).

A força-tarefa prendeu, em Divinópolis e Marilândia, 24 pessoas, entre 20 e 45 anos, suspeitos de integrar uma quadrilha envolvida em vários crimes, inclusive de explosões em bancos.

 

Comentários
×