Olha ele aí!

 

Para quem não gosta, vem aí, a partir da 0h do dia 15 de outubro, o famoso horário de verão, abençoado pelos que gostam das happy hours e amaldiçoado por quem precisa de uma noite mais longa. Creio que as duas partes estejam certas, mas a segunda merece especial atenção, pois quem trabalha muito não tem tempo de beber uma cervejota nos fins de tardes com os amigos.

Até dia 19 

Agora, que o governo concluiu que o horário de pico da energia não é mais entre 5h e 8h e sim, entre 2 e 3h, não haverá economia de energia. Para este ano fica mantido, talvez não para o ano que vem. Ah, o período vai até o dia 19 de fevereiro.

Ser ou não ser ...

...eis a questão! Tal qual Shakespeare, o jornalista Silvio França fez uma brincadeira séria com o principal assunto do momento, a decisão do juiz de Brasília, que entendeu que pode haver cura para gay, como se este fosse um doente. A simulação de Sílvio tem todo o sentido, pois no caso de ser verdadeira a situação, os serviços de pronto atendimento teriam que dar suporte à pessoa que pede.

Falando sério 

A Justiça Federal, em caráter de pedido de liminar aceito pelo juiz federal Waldemar Cláudio de Carvalho, entendeu que gay é uma doença e que pode ter cura. O pedido feito por uma turma de psicólogos, que entendem que podem curar os gays, determina que o Conselho Federal de Psicologia, não proíba mais o atendimento ao gay que queira “mudar de versão”. Provavelmente, diante da aversão causada em toda a sociedade, o próprio juiz revise a liminar ou o tribunal o fará.

 Reportagem farta 

Recheada de depoimentos de gente entendida do assunto e de gays, em nenhum momento se constatou a vontade de uma mudança “ou volta”, a um status quo que nunca existiu. Médicos e especialistas no assunto condenaram, afirmando que a escolha tem que ser feita de forma livre, sem interferência. Dráuzio Varella foi claro: “as pessoas nascem assim, como são. Os sintomas de que podem estar em corpo errado aparecerão com o tempo e não há como reverter. Mas se algum gay quiser abandonar esta condição, ele o fará de forma solitária, sem qualquer tipo de aconselhamento”.

Donald, o Trump! 

A história conveniente de que todos temos um pouco de médico e de louco, não serve para o presidente dos americanos. De louco ele parece não ter nada, como de médico idem. Na verdade, Trump que nunca disputou uma eleição para ser presidente da maior nação do mundo, não deixa de ser igual ao presidente da Coreia do Norte, espalhafatoso e falastrão. Na hora “H”, nada irá acontecer, pois um não tem medo do outro, pois sabem que nada farão a não ser se tornar ainda mais aparecidos.

 Será amanhã 

Cruzeiro e Flamengo fazem amanhã no Mineirão, o até agora mais importante jogo de futebol do ano. A decisão da Copa do Brasil, o torneio de maior realce depois da Libertadores e do Campeonato Brasileiro, tem um “que” de especial, e mexe com o coração dos torcedores. O favorito é o Cruzeiro, que joga em casa com a sua torcida, só que futebol nem sempre é decidido pelos jogadores. O próprio Cruzeiro, como o Galo, já perderam campeonatos por causa de influências externas (leia-se árbitros), e quando se fala em Flamengo, Cruzeiro, Galo etc., a preferência será sempre para o primeiro. Este é o único perigo.

Comentários
×