Ocupação na Uemg chega ao fim

Ana Laura Corrêa

A diretoria executiva do Diretório Acadêmico da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg) unidade/Divinópolis encerrou na manhã da última terça-feira, 12, a ocupação estudantil na unidade. A decisão foi tomada depois que a reitoria da instituição de ensino determinou a realização de Processo Seletivo Simplificado (PSS). Esta modalidade tem a duração de apenas um ano e os estudantes da ocupação pediam a execução de concurso público.

De acordo com o presidente do Diretório Acadêmico (DA), Samuel Santiago, a decisão, no entanto, é temporária.

— Nossa demanda simplesmente é recebida e não é dialogada pelo Governo de Minas. A ocupação terminou temporariamente. Caso as mesas de diálogo não aconteçam o mais rápido possível, ocuparemos novamente na primeira semana de janeiro, podendo prejudicar até a realização do novo vestibular — ressaltou.

Eleita para presidir a União Estudantil Divinopolitana (UED) a partir do próximo ano, a estudante de jornalismo Camila Moraes acompanhou de perto a ocupação.

— O DA da Uemg é organizado, luta bastante e sabe o que faz. O que a UED precisa fazer no momento é apoiar essas pautas, os estudantes e consolidar a luta por direitos junto a eles —afirmou.

A assessoria de comunicação da Uemg informou que o diretor da unidade ainda deve conversar com o Movimento Estudantil para divulgar, posteriormente, uma nota sobre o fato. A assessoria da Reitoria, por sua vez, ainda não havia sido comunicada sobre a desocupação e não se posicionou oficialmente em relação ao assunto.

O movimento

A ocupação estudantil na diretoria da Uemg em Divinópolis durou 20 dias, tendo começado em 23 de novembro. Os alunos exigiam a realização de concurso público para professores na unidade, além da recondução dos atuais docentes, garantida pelo decreto de estadualização. De acordo com o Movimento Estudantil, 50 alunos chegaram a participar da ocupação.

 

Comentários
×