Obras do 'Pró-Transporte' em Divinópolis podem parar

Pollyanna Martins 

As obras do Pró-Transporte correm o risco de serem paralisadas. A denúncia foi feita pelo vereador Josafá Anderson (PPS), durante a reunião ordinária de quinta-feira, 10. De acordo com o parlamentar, a paralisação pode ocorrer devido à falta de repasse de recursos da Caixa Econômica Federal (CEF) à Prefeitura. 

Josafá contou que solicitou à Comissão de Administração Pública, Infraestrutura, Serviços Urbanos e Desenvolvimento Econômico que convidasse representantes da Usina de Projetos, da Caixa e da empresa Perfil Engenharia, responsável pelas obras, para que comparecessem à Câmara.  

Conforme afirmou o vereador, ele se reuniu com o prefeito Galileu Machado (MDB) e o superintendente da Usina de Projetos, Julio Campolina, e o intuito da convocação dos representantes da Caixa e da construtora responsável é pressionar para que as obras não parem. 

— Vamos pedir (...) que dê prioridade para Divinópolis. A gente vê as dificuldades da Caixa Econômica com pouca gente para trabalhar. São 106 cidades com dois fiscais para olhar esta questão. Já tem um ano que a Perfil não recebe, então ela está retirando as máquinas do [bairro] Nova Fortaleza, e isso é preocupante – pontua.  

O programa 

Conforme divulgou recentemente a Prefeitura, já foram executados 65% das obras do Pró-Transporte, em 10 bairros de Divinópolis. Ao todo, o Poder Executivo investiu R$ 8,8 milhões no programa, executado com recursos do Governo Federal e contrapartida da Prefeitura. Atualmente, as frentes de trabalho estão nos bairros Nova Fortaleza e Jardim das Oliveiras. Ao todo, serão contempladas no projeto 314 ruas.  

O Poder Executivo informou ainda que, ao todo, serão investidos R$ 15,9 milhões na segunda etapa, e já foram concluídos 11,5 mil metros quadrados e 3,9 mil metros quadrados de rede pluvial. Os bairros Belvedere,  Candelária, Nova Holanda, Santa Rosa, Santa Lúcia, Padre Eustáquio, Grajaú e Nações já foram beneficiados com o Pró-Transporte. 

De acordo com a Prefeitura, no bairro Nova Fortaleza I, as obras de pavimentação beneficiaram 39 ruas e no Grajaú outras 44. O relatório da Usina de Projetos ainda contempla com obras de pavimentação os bairros Nova Holanda, Oliveiras e Nações. No bairro Dona Rosa, as obras de pavimentação e drenagem pluvial beneficiam 47 quarteirões com calçamento poliédrico, além de drenagem e pavimentação. Foram construídos também passeios. 

Caixa 

A Caixa Econômica Federal informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que os repasses não estão atrasados. Conforme explicou o órgão, a documentação da reprogramação contratual só foi entregue nesta sexta-feira, 11. Não foi informado quem é responsável por essa entrega. 

A Caixa garantiu que fará o repasse para a empresa na próxima segunda-feira, 14. A instituição esclareceu ainda que a construtora executa a obra, a medição é feita e somente após o envio da documentação da reprogramação contratual o pagamento é realizado. 

Agora procurou a Prefeitura e a Perfil Engenharia, porém ambas não se posicionaram sobre o assunto até o fechamento desta matéria por volta das 18h de sexta-feira.  

Comentários
×