Obras de recapeamento e pavimentação devem começar na próxima segunda

Prefeitura recebeu parte dos recursos do empréstimo de R$ 40 milhões para investimentos

Matheus Augusto

Os trabalhos de pavimentação e recapeamento nas ruas de Divinópolis devem ser intensificados a partir da próxima semana. Após meses de espera, o Tesouro Nacional autorizou o empréstimo de R$ 40 milhões à cidade. Com o sinal verde, o prefeito Galileu Machado (MDB) assinou ontem o contrato de R$ 15 milhões com o Banco do Brasil e a empresa vencedora da licitação. O restante do valor ainda depende da liberação da Caixa Econômica Federal (CEF).

Para celebrar o acordo, o líder do Executivo se reuniu ontem com secretários, vereadores e o deputado Domingos Sávio (PSDB), um dos responsáveis por auxiliar a liberação do recurso.

Finalmente: obras

Como o prefeito vem justificando ao longo de seu mandato, os cofres públicos foram prejudicados pelo sequestro dos repasses promovido pelo ex-governador, Fernando Pimentel (PT). Diante deste cenário, obras desejadas por Galileu tiveram que ser adiadas. Agora, parte do seu plano poderá ser colocado em prática.

— O investimento em infraestrutura sempre foi uma marca das minhas administrações. Por isso não medimos esforços nos últimos meses para conseguirmos viabilizar este projeto — destacou o prefeito.

Ele pontuou ainda sobre a expectativa da liberação dos R$ 25 milhões por meio da Caixa, para o financiamento da segunda etapa. Enquanto isso não acontece, as primeiras obras já devem começar na próxima semana.

— São 18 ruas beneficiadas (...). Nós esperamos, como já demos a ordem de serviço aqui agora, que na segunda-feira a empresa já esteja em Divinópolis dando início aos trabalhos — afirmou.

O intuito, segundo ele, é tornar Divinópolis um “canteiro de obras”. Na primeira fase, as ruas Embaúbas, Vicente Valério, 21 de Abril, Mendes Mourão, Cambuquira, Rua do Cobre, Rua do Bronze, Professor Francisco Dias, Guaraci, Tiradentes, Rua E, Iraque, Rinaldo Passos, Ibirité, Guapé, Praça Eliseu Zica, além de várias ruas do bairro Tietê, do bairro Icaraí, do bairro Nossa Senhora das Graças, da Comunidade do Buritis e o acesso ao Getsêmani receberão melhorias nas áreas de drenagem pluvial, pavimentação poliédrica, pavimentação asfáltica e recapeamento a base de asfalto quente (CBUQ). Além disso, rampas de acesso, sarjetas e meios-fios devem ser construídos para ajudar no trânsito de pedestres e no escoamento da água das chuvas. Serão realizadas também pinturas estratigráficas e sinalização vertical em todos os logradouros. 

— Os critérios para escolha das vias levou em conta o fluxo de veículos no local, a necessidade de melhorias em alguns bairros e principalmente nas linhas de transporte coletivo — explicou a Prefeitura.

Momento difícil

Quem também esteve presente durante a assinatura da ordem de serviço foi o deputado federal Domingos Sávio (PSDB). Ele destacou a necessidade do investimento em infraestrutura, principalmente nos bairros mais prejudicados pela dificuldade de acesso de ônibus e pelas chuvas.

— É muito importante, principalmente quem sabe o tanto que é importante é quem vive numa rua que não é pavimentada, enfrentando poeira, barro, enfrentando dificuldades de uma urbanização precária. Divinópolis ainda sofre muito com isso — ressaltou.

Para ajudar a cidade, o deputado explicou ter buscado o auxílio do programa federal de Financiamento à Infraestrutura e Saneamento (Finisa). O recurso disponibilizado aos municípios para este ano, no entanto, já estava esgotado. 

— Requer todo um esforço para conseguir, porque na verdade o cobertor é curto. Todas as cidades do país querem esse financiamento e infelizmente o dinheiro não dá para atender todas — completou. 

Para contornar o problema, Domingos solicitou ao ministro da Economia, Paulo Guedes, a ampliação da verba do projeto.

— Se isso não acontecesse, o contrato não teria como ser assinado. Felizmente, nós conseguimos com que o governo ampliasse o valor, porque já tinha sido esgotado o limite deste ano, conseguimos a ampliação extra e Divinópolis pôde ser contemplada e isso chega direto ao cidadão que vai receber o benefício — relatou.

O parlamentar citou ainda que, além da articulação política em Brasília, continua enviando emendas parlamentares para a cidade, que,  neste ano, estima Domingos, vão ultrapassar os R$ 10 milhões. 

Ele ainda citou a importância de ajudar o Executivo a conseguir emendas e recursos federais como forma de minimizar os prejuízos causados pela pandemia do novo coronavírus.

— É importante trazer recursos do governo federal para reforçar o caixa da Prefeitura. Assim, poderemos enfrentar com mais entusiasmo esse momento difícil que estamos vivendo — finalizou Domingos Sávio. 

Comentários
×