Obra do Complexo da Ferradura devem ser retomadas em breve

Da Redação

Parada há cerca de quatro anos, as obras do Complexo da Ferradura devem voltar a avançar. Isso porque, após a articulação do deputado federal Domingos Sávio (PSDB/MG), o Governo de Minas liberou ontem o pagamento de R$ 800 mil para a retomada das intervenções no Complexo da Ferradura.

Segundo o parlamentar, os recursos já estão no caixa da Prefeitura de Divinópolis e fazem parte de um montante, no total de R$ 2,2 milhões, necessário para a conclusão do projeto.

O Agora entrou em contato com a assessoria de comunicação do Executivo. Conforme informou, a secretaria de Fazenda (Semfaz) estava em reunião, não sendo possível confirmar o recebimento da verba e quando as obras serão retomadas.

Obra

As intervenções estão paralisadas desde 2015, no primeiro ano da administração de Fernando Pimentel (PT) à frente do Executivo estadual. O avanço nas frentes de trabalho não era possível desde então.

Domingos Sávio comemorou o resultado do diálogo com o novo governo e revelou que, mais do que o depósito do dinheiro, o gesto do governador Romeu Zema (Novo) demonstra uma nova postura de trabalho com Divinópolis, respeitando a relevância do município dentro do Estado.

— Quero, de público, parabenizar o governador Zema e o secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade [Seinfra], Marco Aurélio Barcelos, por honrarem seu compromisso com a cidade. Esta obra foi viabilizada atendendo a um pedido nosso e do ex-prefeito Vladimir Azevedo ao então governador Antônio Anastasia [ambos do PSDB]. Durante o governo tucano, foram depositados mais de R$ 5 milhões para investimentos, mas no governo petista a obra ficou parada por quatro anos, sem nenhum repasse — lembrou o deputado federal.

Domingos Sávio destacou ainda o trabalho da Prefeitura, em especial o do chefe do Executivo, Galileu Machado (MDB), em sanar as demandas técnicas para a retomada do convênio.

Articulação

O último encontro realizado entre o deputado federal Domingos Sávio e o Governo de Minas Gerais, através do secretário de Infraestrutura e Mobilidade, Marco Aurélio Barcelos, foi em 18 de outubro de 2019 na Cidade Administrativa. Na ocasião, Barcelos destacou a importância da obra para o fomento do crescimento econômico.

 Conforme o projeto, o valor total da obra é de R$ 7,2 milhões.  Desse total, R$ 5 milhões já foram investidos. O restante, R$ 2,2 milhões, está sendo viabilizado, em parte, pelo Governo de Minas, com a atual parcela de R$ 800 mil. A diferença, R$ 1,4 milhão, será pleiteada junto ao Governo Federal.

— O depósito do Governo de Minas é uma conquista. Agora, vamos trabalhar na articulação para conseguir o dinheiro restante e entregar a obra o mais rápido possível — completou Domingos.

Complexo da Ferradura

Quando estiver pronto, o anel viário ligará os bairros da região Nordeste, como Icaraí, Candidés, São Caetano, Lagoa dos Mandarins, Floramar, São Simão aos da região Sudeste, como Santa Lúcia, Padre Eustáquio, Dona Rosa e Santa Rosa. A obra também seria uma opção de acesso de saída para o Centro Industrial, sem passar pelo trevo do Icaraí, um dos grandes gargalos de tráfego do município.

Comentários
×