O sítio da minha infância

        Neste feriadão, fomos convidados, pelo meu primo Gilberto, para irmos ao seu sítio. Interessante como alguns lugares são marcantes em nossa vida.

        Este sítio, em especial, me marcou. Desde pequeno, praticamente passei quase todos os fins de semana da minha infância lá. De propriedade dos meus tios Adib e Alice, era o espaço certo dos encontros de família. Tenho fotos de criança já nadando na piscina, um lindo lugar cheio de histórias para contar.

       Fui chegando e até o ar parece diferente e ao mesmo tempo tão conhecido. Como o tempo o lugar foi mudando! As árvores hoje são mais frondosas do que antigamente. A piscina, que na minha época era de cimento natado, hoje está lindamente azulejada com cascata e um jardim planejado ao seu redor. A casa, sempre muito bem pintada, hoje traz na fachada um vermelho moderno que, misturado às folhagens do tempo, a tornam marcante.

      Que delícia foi pisar no campo de futebol que quando criança tinha certeza de ser o maior do mundo. Que saudade daquele córrego caldolento que serpenteava a frente toda da casa, desabando numa grande bica onde tudo se lavava. Como foi e é marcante aquilo tudo em minha vida.

     Você não imagina a delícia de chupar jabuticaba no pé, sentir a mistura do azedo com o doce das espetaculares acerolas. O que dizer da quantidade de passarinhos? Ser guiado e vigiado pela linda leoa, uma bitela de uma doce cadela.

     Naquele lugar, notei que o sol ainda brilha forte, que as chuvas despencam exalando aquele delicioso cheiro de mato misturado com terra, que existe sempre um arco-íris de plantão para nos levar ao delírio, que aquela grande cozinha ainda aquece a todos no rabo do poderoso fogão a lenha, que os sabores saem na sequência agradando a turma da degustação.

     Como foi mágico ver que o amor ali ainda é muito forte, que o que foi plantado deu flores e frutos saudáveis e que estas ramificações que estão chegando já sabem a quem e o que seguir para o futuro.

     Como foi bom me sentar naquela mesona e jogar conversa fora e dar boas risadas, Sentir as novidades e as novas experiências da prima Lorena. Que delícia foi poder mais uma vez trocar as energias com minha tia Alice, ver minha Cleide e meu Nasser felizes com este momento tão especial para mim. Sentir a doçura e ao mesmo tempo a sabedoria de uma poderosa mãe chamada Carla, observar o carinho e dedicação à minha sobrinha Clara com seu apaixonado Eduardo.

      Como foi mágico poder reviver grandes momentos e sentir que tenho um grande amigo, Gilberto, o mais antigo deles, meu confidente, aquele que Deus, na sua magnitude e bondade, me deu de presente não só como primo, mas, com certeza, meu verdadeiro irmão, e o melhor foi sentir que tenho meu espaço nesta deliciosa família.

      E nós continuamos aqui, na Tok Empreendimentos, sendo simplesmente felizes.

 

 

 

 

Comentários
×