O serial killer

João Carlos Ramos

"Todos devem sujeitar-se às autoridades governamentais, pois não há autoridade que não venha de Deus; as autoridades que existem foram por ele estabelecidas" – (Romanos 13:1).  

A Bíblia nos adverte para o combate ao espírito anárquico que impera em indivíduos ou grupos organizados. A lei de Deus foi instituída no Monte Sinai, através de Moisés, e foram levados à "barra dos tribunais" da época todos os que a ela se opunham. Hoje vemos a gloriosa polícia sendo ridicularizada pelos acima referidos, por causa das maçãs podres do caixote do bem. O trabalho árduo, o risco a toda hora, inclusive de seus familiares, atestam a verdadeira vocação dos profissionais da ordem e do civismo. O Brasil está em polvorosa em relação ao serial killer de Brasília, Lázaro Barbosa. Nascido na cidade da Barra dos Mendes, interior da Bahia, tem apenas 32 anos e entra para a lista dos mais procurados da história criminal brasileira. Possui extensa ficha criminal e, na semana passada, assassinou cinco pessoas. Como é de praxe, praticou estupros e outras barbaridades. Velho conhecido da polícia, já esteve preso, porém, entrou no regime semiaberto e não regressou mais. Sua vida de crimes estremece até os policiais acostumados a capturas constantes de bandidos de alta periculosidade. Segundo os noticiários, o referido bandido possui "pacto com Satanás". Por mais que alguns não creiam, Satanás está vivo e faz vítimas espirituais em todo o mundo. A seita satânica à qual ele pertence exige fidelidade até a morte e, em contrapartida, lhe concede poderes de invisibilidade, rapidez e morte de seus opositores. A caça ao referido serial killer, a meu ver, deve ser realizada também por "policiais, caçadores de demônios", altamente experientes no mundo espiritual.

Somente aqueles que navegam na espiritualidade entendem o que está acontecendo. A luta não é contra a carne, mas contra as hostes espirituais da maldade.

As pessoas estão em pânico e muitas não conseguem dormir. Cães farejadores, drones, policiais militares e civis, helicópteros e forças de segurança procuram em vão dar um fim a esse espetáculo sinistro. Eu creio na gloriosa polícia do bem e em breve tudo estará resolvido. Restará apenas a lição.

O regime semiaberto terá que ser revisto. Um pente fino terá que ser feito em todas as prisões e outras medidas de segurança deverão ser postas em prática.

Até lá, devemos orar o salmo 91, pois "O que habita no esconderijo do altíssimo à sombra do onipotente descansará... Mil cairão ao teu lado e dez mil à tua direita e tu não serás atingido.  Não temerás espanto noturno e nem seta que voe de dia, nem mortandade que assola à meia noite”... 

Infelizmente, pode haver outros Lázaros tenebrosos por aí... Todo cuidado é pouco. Devemos vigiar a todo momento e confiar, desconfiando de tudo e de todos, não emergindo no fanatismo, pois o fim de toda carne é chegado! Que Deus abençoe nossa gloriosa polícia e proteja nossa sociedade!

jocarramos@gmail.com

Comentários
×