O poder da simplicidade

Ômar Souki 

É difícil acreditar que alguém como José Galló – executivo que liderou o crescimento da Renner por quase três décadas – procurava a simplicidade em sua vida pessoal e profissional. Em seu livro O poder do encantamento, ele revela que um dos segredos do crescimento das Lojas Renner foi a busca pela simplicidade. Diz que, a partir de 2010, passou a estudar empresas de varejo eficientes e duradouras. Queria descobrir o que as diferenciava das que não davam certo e identificou a simplicidade como o maior diferencial competitivo delas. Baseado no que aprendeu, passou a simplificar as operações da Renner, o que melhorou seus resultados.

A história da Zara lhe chamou especial atenção. Seu fundador, o espanhol Amancio Ortega, nasceu de uma família pobre. Quando tinha 11 anos, ao entrar em uma loja com a mãe para comprar comida, recebeu do comerciante a seguinte resposta: “Dona Joseja, a senhora não tem mais crédito aqui. Eu lamento, mas não posso lhe vender mais nada”. Mais tarde, Amancio escreveu em sua biografia: “Aquilo me deixou destroçado... Isso não vai acontecer com a minha mãe nunca mais. Ficou muito claro: a partir daquele dia eu iria começar a trabalhar para ganhar dinheiro e ajudar em casa. Abandonei os estudos, deixei os livros e comecei a trabalhar em uma fábrica de camisas”.

Foi tão bem sucedido que hoje é considerado, pela revista Forbes, o varejista mais rico do mundo. Mas o que tem isso a ver com a simplicidade? Vou explicar. Trabalhou como office-boy na camisaria, depois como vendedor em uma cadeia de lojas. E, mais tarde, com a ajuda de um irmão, passou a fabricar roupas em casa. Focou sua produção nos itens que vendiam pouco na loja em que tinha trabalhado. Era um total de aproximadamente 20%. Enquanto era funcionário, perguntava aos clientes por que não compravam. Descobriu que os produtos precisavam de ajustes para atender aos desejos dos consumidores. Procurou, portanto, fabricar suas peças de acordo com o que escutava dos clientes. Com o tempo, tornou-se referência na simplicidade de seu modelo de gestão, sustentado pelo conhecimento daquilo que os clientes, que estão nas lojas, desejam. Segundo essa informação, os produtos são rapidamente colocados à disposição do consumidor. A alma do negócio é o fast fashion (moda rápida – independente da estação). Uma criação da Zara chega às lojas entre duas a três semanas. Até hoje, com 83 anos, Amancio conserva o estilo humilde e discreto com que começou sua trajetória.

Galló cita como outro exemplo a empresa sueca Ikea, fabricante de móveis. Uma operação de rotina foi o gatilho para descobrir o diferencial da empresa. Um dos engenheiros da Ikea, ao observar a colocação de uma mesa em um caminhão, percebeu que, caso os pés da mesa pudessem ser removidos, ela poderia ser transportada com mais simplicidade e agilidade. A empresa começou, então, a oferecer móveis com base na simplicidade e no design. Transformou-se em um dos maiores grupos transnacionais do mundo, e Komprad, fundador da Ikea, é o homem mais rico da Suécia.

A partir de suas leituras, Galló adotou dois princípios que iriam direcionar a sua vida daí para frente. Primeiro: é mais difícil ser simples do que ser complexo. Segundo: foco não é o que você tem que fazer, é o que você tem que deixar de fazer.

Comentários
×