Novembro tem o maior registro de casos suspeitos e confirmados de coronavírus em Divinópolis

Apenas entre a última sexta-feira, 27, e esta segunda-feira, 30, foram registrados 65 novos casos confirmados e 326 suspeitos

Ana Laura Corrêa

O mês de novembro, em Divinópolis, registrou os maiores números de casos suspeitos e confirmados de coronavírus desde o início da pandemia.

Foram 4.074 suspeitas apenas neste mês – até então, a maior quantidade de notificações desses casos havia sido verificada em agosto, com 3.524.

A média diária de casos suspeitos também foi a maior já registrada: 136, superando a de agosto, de 114.

Confirmados

Somente em novembro, foram 600 novos casos confirmados. Até então, o maior número havia sido registrado em outubro: 439.

Houve uma média de 20 confirmações por dia – superando também outubro, quando essa quantidade foi de 15,1.

Fim de semana

O boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) traz que, entre a última sexta-feira, 27, e esta segunda-feira, 30, foram registrados 65 casos confirmados e 326 suspeitos.

A cidade soma 19.116 notificações de casos suspeitos – destes, apenas 3.677, o que representa 19,23%, foram testados: 2.493 confirmados (sendo 2.165 já recuperados), 1.000 descartados e outros 184 em análise.

Há 34 pessoas internadas em Centros de Terapia Intensiva (CTIs) e 47 em leitos de enfermaria.

Divinópolis registra 77 mortes em decorrência da covid-19, duas confirmadas nesta segunda-feira. Um óbito é investigado.

A taxa de isolamento no município está em 33%, a de letalidade em 3,09% e o ritmo de contágio em 1,11 – o que significa que cada grupo de 100 pessoas contaminadas transmite o vírus para outras 111.

 

Comentários
×