Novela Arrascaeta pode ter desfecho

Maria Tereza Oliveira

A novela Arrascaeta pode estar chegando à sua season finale. Após dias de negociações, desavenças e polêmicas, o destino do uruguaio está prestes a ser decidido. O Flamengo flerta com o camisa 10 cruzeirense há dias, mas, até então o Cruzeiro não havia demonstrado interesse em abrir mão do meia. Entretanto, Cruzeiro e Flamengo parecem ter chegado à um consenso quanto aos valores.

Para fechar acordo, ainda falta a definição de como será efetuado o pagamento, além do acerto com os empresários do jogador, o ex-atacante Daniel Fonseca e Javier Manzo, personagens importante para o desfecho.

Valores

De acordo com informações dos bastidores, o time carioca aumentou o percentual de compra para 75% e, portanto, não deve herdar a dívida de aproximadamente € 4 milhões, o equivalente à R$ 17 milhões, do Cruzeiro com o Defensor e Atenas. O total é em torno de € 15 milhões, ou seja, R$ 63,7 milhões, além de comissões.

O impasse é que, enquanto o Flamengo quer efetuar o pagamento parcelado, o Cruzeiro pede que o valor seja pago à vista.

Polêmicas

Marcada por entraves e provocações, onde até o vice-presidente da Raposa, Itair Machado fez ataques públicos ao Rubro-Negro e ao empresário do meia uruguaio.

As polêmicas começaram quando Arrascaeta deveria se apresentar ao Cruzeiro no último dia 3. O dirigente celeste afirmou que quem compareceu na Toca da Raposa foi o empresário do uruguaio, já com proposta do time carioca.

Embora tenha participado do início da reunião, o meia deixou o centro de treinamento e nem se reapresentou.

Desde então, Arrascaeta não participou das atividades com o elenco e como resposta, o Cruzeiro anunciou que iria multar o jogador.

Após isso, o uruguaio fez um post em uma rede social, onde acusava Itair de usar “expressões infelizes que eram razoavelmente consideradas intimidadoras”. O atleta também lamentou ter seu número vazado e afirmou ter recebido ameaças e insultos.

Em coletiva, o então companheiro de elenco de Arrascaeta, zagueiro Léo, revelou que nem os jogadores estavam conseguindo entrar em contato com o camisa 10.

Se o acordo se concretizar, esta passa a ser a contratação mais cara da história do futebol brasileiro, ultrapassando a vinda de Carlitos Tevez, do Boca Juniors para o Corinthians, em 2005, que custou R$ 60,5 milhões.

Comentários
×