Negociar é a palavra chave, dizem imobiliárias

Jorge Guimarães 

A covid-19 está aí. E, com ela, isolamento social que vem resultando no fechamento de vários pontos do comércio e perdas financeiras. E, além dos diversos boletos, pagamentos de funcionários e demais compromissos, os inquilinos, pessoas jurídicas, se vem numa situação difícil também quando se refere ao pagamento do aluguel, uma vez que muitos ficaram fechados por mais de 30 dias e outros ainda permanecem.

Diante dos fatos, uma solução que surge, para os inquilinos, são as negociações de aluguéis diretamente com os proprietários ou via locadoras de imóveis. E a boa respostas às estas pendências é que os proprietários estão dispostos a negociar, levando o momento em consideração. É o que revelam imobiliárias da cidade. 

Divinópolis

A cidade teve seu comércio fechado, por meio de decreto, no último mês e, somente nesta semana, voltou com autorização da flexibilização do funcionamento dos estabelecimentos comerciais. Nos bastidores, as negociações entre inquilinos e proprietários são o assunto do dia nas imobiliárias.

— Atualmente nosso atendimento diário, praticamente em torno de 90%, é para receber as solicitações de inquilinos sobre as negociações de seus aluguéis. Mas a boa notícia é que os proprietários estão entendendo a situação e negociando, lógico cada um à sua maneira. E em sua maioria concedem descontos que em alguns casos chegam até em 50% do valor — disse a atendente de uma locadora da cidade.     

Negociação

Em outro ponto tradicional de aluguel de imóveis, na área central da cidade, também não é diferente.

— Estamos intermediando as negociações entre inquilinos e proprietários e os resultados estão além do esperado. Até o momento, todos entraram em acordo com bons descontos,  tanto para os dias atuais quanto para os futuros meses — avaliou o empresário Dirceu Albuquerque.

Comentários
×